Publicado por Débora Silva
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Como lidar com a frequente negativa das crianças quando o assunto envolve o consumo de frutas e verduras? Ricas em nutrientes, as frutas e verduras devem ser incluídas nas refeições das crianças desde cedo, pois são fundamentais para o desenvolvimento saudável dos pequeninos, além de evitar alguns problemas de saúde no futuro.

Alimentos saudáveis desde cedo

De acordo com um estudo realizado pelo Yale University School of Medicine’s Prevention Research Center, nos Estados Unidos, a adoção de uma dieta rica em alimentos saudáveis, como frutas e vegetais, desde a infância pode auxiliar na prevenção de aterosclerose na vida adulta. O experimento durou 27 anos e contou com a participação de 1.622 pessoas entre 3 e 18 anos de idade, que foram acompanhadas com o objetivo de testarem os resultados. No estudo, foi observado que as artérias mais rígidas, que exigem mais do coração, eram dos indivíduos que comiam poucas frutas e verduras.

De acordo com especialistas, as frutas e verduras devem entrar no cardápio dos pequeninos a partir dos 6 meses, sendo parte da alimentação complementar. A partir dessa idade, o leite deixa de ser o único alimento da dieta do bebê e é necessária a inclusão de outros ingredientes.

Dicas para incluir frutas e verduras no cardápio do seu filho

Crianças comendo maçãs

Foto: Depositphotos

Existem algumas dicas que podem ajudar você a incluir os alimentos saudáveis na alimentação de seu filho.

Confira cinco dicas a seguir:

Pratos coloridos e divertidos

Durante a primeira infância, o visual da alimentação é muito importante. Cores, formas e sabores estimulam as crianças, por isto, aposte nos pratos bem coloridos e divertidos.

Evite misturar muitos alimentos

O segredo é usar a criatividade e colorir o prato dos pequenos, mas também é importante não misturar uma variedade grande de alimentos, pois isto poderá causar confusão no paladar da criança.

Purês mistos, sucos com mais de uma fruta e salada de frutas são boas opções para as crianças. Já as refeições principais devem incluir verduras, legumes e cereais.

Ser um exemplo

Os pais devem controlar o que entra em casa e também são o grande exemplo dos filhos. Quando o pequeno vê os seus pais se alimentando de forma adequada, com frutas, verduras e legumes, isto aumenta as chances de que a criança se alimente da mesma forma.

O formato da comida

O formato da comida pode chamar a atenção das crianças e, hoje, existem vários moldes e cortadores que podem ser utilizados em alimentos.

Variar na preparação e apresentação

Se, por exemplo, a criança não come brócolis refogado, você pode tentar preparar bolinho do vegetal ou colocá-lo no arroz.

Veja mais!