Publicado por Katharyne Bezerra
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Qual a criança que não gosta de um sorvete, bolo recheado ou doces no geral? O açúcar refinado, ingrediente mais que presente nestas iguarias, quando consumido em excesso causa dependência nos consumidores. Além disso, pode provocar hiperatividade, principalmente nos mais jovens; carência de nutriente essenciais no organismo humano; dificuldade de memorização e outros problemas de saúde.

Para entender melhor os danos que esse açúcar causa no organismo humano é preciso saber como ele é fabricado. Todo o processo de produção interfere no resultado final de nutrientes que esse elemento possui e no que ele pode provocar quando é consumido. Além disso, vale conhecer qual a opção mais saudável e adequada para substituir o refinado, isto é, o açúcar natural das frutas.

Produção do açúcar refinado

Entre todos os açúcares produzidos artificialmente, o refinado é o que possui tonalidade mais clara. E quem acredita que a cor não interfere nos nutrientes destes produtos, está enganado. Colocando em uma escala de coloração, o mascavo é o tipo mais escuro e também o mais nutritivo, isso porque quanto mais negro o açúcar mais próximo ao estado bruto ele está. No caso do refinado, este passa por diversas etapas até chegar ao estado fino, com grãos minúsculos, brancos e, consequentemente, com menos minerais e vitaminas.

Para se ter uma ideia, em 100 gramas de mascavo há 346 miligramas de potássio, 85 miligramas de cálcio, 29 miligramas de magnésio e 22 miligramas de fósforo. Na mesma proporção do refinado, a quantidade destes mesmos nutrientes são de 2 miligramas, no máximo.

Imagem de porção de açúcar e peneira de metal

Foto: Pixabay

Açúcar das frutas: natural e saudável

Tomar um suco de laranja sem precisar adicionar açúcar e, mesmo assim, ter uma saborosa e levemente adocicada bebida. Esta prática deveria ser comum na vida das pessoas, pois é uma forma mais saudável de cuidar da alimentação. O açúcar proveniente das frutas é ideal para evitar prejuízos ao organismo, pois contém carboidratos mais saudáveis que os presentes no açúcar convencional.

O natural pode ser utilizado para substituir alimentos que em seu modo de preparo leve o tipo de açúcar refinado, como bolo, gelatinas caseiras, sucos naturais, biscoitos de cereais entre outros.

Prejuízos ligados ao consumo

A ingestão de açúcar refinado pode prejudicar os dentes, causar obesidade e danificar o estômago. Além disso, pode provocar desnutrição, acidificar o sangue e, no caso das crianças, pode haver uma dificuldade de desenvolvimento por falta dos nutrientes. Obesidade é outro grave problema originado através do exacerbado consumo de doces.

Para os nutricionistas, qualquer tipo de doce, até mesmo o considerado “bom”, se consumido em excesso pode prejudicar o organismo. Por esta razão, a recomendação dada para crianças e adultos é ingerir 70 gramas desse alimento, considerando o refinado e o natural. Todavia, a preferência deve ser dada ao açúcar das frutas, já o artificial pode ser liberado em ocasiões específicas, sempre com equilíbrio.

Veja mais!