Publicado por Katharyne Bezerra
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

As doenças cardiovasculares são as principais causas de morte no mundo inteiro, de acordo com a última pesquisa da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Assim, infarto, acidente vascular cerebral (AVC) e insuficiência cardíaca são problemas sérios e cada vez mais comuns na sociedade atual. Para se ter uma ideia da gravidade destas ocorrências, só no Brasil uma pessoa morre a cada dois minutos vítima de algum distúrbio que acomete o coração.

Estes problemas, porém, não surgem do nada. Para desenvolvê-los, os pacientes precisam ter algum histórico na família; sofrer já de algum problema de saúde como diabetes, estresse, hipertensão e colesterol elevado; ou ter hábitos ruins, a exemplo do fumo, álcool e ter uma alimentação repleta de sal e gorduras.

Adapte as refeições com alimentos amigos do coração

Foto: depositphotos

Mas, o que pouca gente sabe é que, melhorando a alimentação é possível também cuidar da saúde do do coração.

Nutrição: bons alimentos refletem em um coração forte

Segundo a nutricionista do Hospital e Maternidade São Cristóvão, Cintya Bassi, da mesma forma como existem alimentos amigos do coração, há aqueles que fazem mal ao órgão vital do corpo. “Os alimentos que favorecem a saúde do coração são as frutas, verduras, legumes, queijos magros, peixes, carnes e aves magras, alimentos integrais e ricos em fibras, óleos vegetais, soja e cacau”, exemplifica a nutricionista.

Já com relação aos alimentos que devem ser evitados pelos malefícios que eles provocam ao coração estão os que possuem muito sódio em suas composições,  como carnes defumadas, enlatados, queijos amarelos, frios e embutidos, salgadinhos e pratos prontos.

“Além desses, o consumo de álcool, gorduras e açúcar também não é aconselhável pois eles podem gerar descontrole na pressão arterial, alteração no ritmo cardíaco, enrijecimento das artérias, problemas renais e obesidade”, explica Cintya.

Sendo assim, a especialista em nutrição aconselha a substituir o sal por outros temperos, protegendo o coração sem interferir no sabor da comida.

“Utilizar vários temperos ao mesmo tempo pode mascarar o real sabor do prato e contribuir para a sensação de que o sal faz falta. É importante saber escolher e preparar. Por exemplo, o alho contém uma substância chamada alicina que é associada a uma melhor elasticidade dos vasos sanguíneos”, explica. Além disso, o uso do sal light também é indicado por Cintya, mas, ainda assim, com cautela.

Receita benéfica ao coração elaborada pela nutricionista

A dica da nutricionista é um bife a rolê recheado com queijo e espinafre, uma ótima opção para compor um almoço. Para prepará-lo é só utilizar os seguintes ingredientes:

-1 kg de coxão duro magro cortado em bife fino;
-2 colheres (de sopa) de azeite de oliva;
-1 maço de espinafre higienizado e picado;
-1 xícara de tomate-cereja picado;
-200 g de queijo cottage ou ricota;
-1 cebola grande picada;
-4 dentes de alho amassado;
-1 xícara (de chá) de salsinha e cebolinha higienizada;
-1 pitada de sal;
-Pimenta a gosto;
-1 xícara (de chá) de molho de tomate ao sugo.

Modo de preparo

Primeiro, tempere os bifes com um pouco de sal e aqui você pode aproveitar para usar o light. Depois, reserve a carne e prepare uma mistura usando o queijo, espinafre, tomate-cereja, ¾ do alho, ¾ da cebola, salsinha, cebolinha e pimenta. Após unir todos os itens, recheie cada bife com a mistura e prenda-os no final com palitos de dente.

Em seguida, coloque o azeite, o restante do alho e da cebola em uma panela de pressão. Neste mesmo recipiente, frite os bifes até dourar bem. Depois cubra a carne com água e adicione caldo de carne caseiro.

Tampe a panela e deixe que cozinhe por, aproximadamente, 30 minutos. Quando estiver pronto, coloque os bifes em uma travessa, aqueça o molho de tomate ao sugo e despeje sobre eles. Assim o prato está pronto para ser saboreado.

Veja mais!