Publicado por André Luiz Melo
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Conhecida também como eupatória, erva-dos-gregos e erva-hepática, a agrimônia é uma planta medicinal utilizada principalmente no tratamento contra problemas inflamatórios que afetam o organismo humano.

Nativa da Europa, América do Norte e Ásia temperada, essa planta possui como nomenclatura científica agrimonia eupatoria. A mesma pode ser encontrada em farmácias de medicamentos manipulados e também em lojas de produtos naturais.

Benefícios da agrimônia para o organismo humano

Bastante utilizada em todo o mundo como medicamento alternativo, sobretudo para o tratamento de doenças de ordem inflamatória, a agrimônia auxilia no combate a inúmeros males que afetam o corpo humano.

Entre as principais doenças as quais foram identificados maior ação do combate promovido pela agrimônia, destacam-se: inflamações na pele, feridas, inflamação da garganta ou da face, abcessos, amigdalite, angina, bronquite, cálculo renal, catarro, cistite, cólicas, laringite e diarreia.

Como usar a planta agrimônia em benefício da saúde

O consumo da agrimônia por pessoas que buscam obter os benefícios da medicina alternativa para combater ou prevenir doenças, se dá por meio da utilização das folhas desse vegetal. Recomenda-se utilizar as folhas e flores dessa planta, através de infusões, cataplasma e decocções.

Para preparar a infusão, por exemplo, basta adicionar em um litro de água fervente, duas colheres de folhas da planta e deixar repousar por até 10 minutos. O consumo, depois de coado o líquido, deve ocorrer em três vezes ao dia, utilizando sempre a medida de uma xícara convencional.

Agrimônia: benefícios e propriedades desta planta

Foto: Reprodução/ internet

Efeitos colaterais provocados pela agrimônia

Mais comumente, os efeitos colaterais provocados pelo consumo desse vegetal correspondem a: parada cardíaca, arritmia, náuseas, vômitos e hipotensão.

A agrimônia e suas contraindicações

Até o momento, não há estudos ou casos registrados que tenham identificado algum tipo de contraindicação da agrimônia. Entretanto, o seu consumo deve ser, assim como o de todas as outras plantas medicinais, moderado.

Princípios Ativos

Ácido salicílico;
Agrimofol;
Agrimondina;
Vitamina B;
Agrimonina;
Agrimonolida;
Qquercetina;
Fitosterina;
Eupatorina;
Traços de óleo essencial e de alcaloides;
Ácido ursólico;
Derivados floroglicinóis;
Elagitaninos;
Provitamina K;
Saponinas;
Taninos.

Propriedades medicinais

Diurética;
Emenagoga (moderada);
Hemostática local;
Hipertensora;
Hipoglicêmica;
Relaxante;
Resolutiva;
Tônica;
Vermífuga;
Vulnerária;
Adstringente;
Analgésica;
Antidiarréica;
Anti-inflamatória;
Antimicrobiana;
Antivirótica;
Ansiolítica;
Calmante;
Cicatrizante;
Colagoga;
Colerética (moderada);
Depurativa.

Indicações para tratamento

Ressecamento da pele;
Reumatismo;
Rinites alérgicas;
Rouquidão;
Sangramentos pós-cirúrgicos e pós-extração dentária;
Sardas;
Tuberculose pulmonar;
Úlceras;
Varizes;
Abscessos;
Amigdalite;
Aanginas;
Asma bronquial;
Bronquite;
Cálculo renal;
Estomatite;
Faringites crônicas;
Feridas escrofulosas;
Feridas de difícil cicatrização;
Gota;
Gastrite;
Hiperglicemia;
Hipotensão arterial;
Catarros bronquiais e intestinais;
Cistite;
Cólicas;
Conjuntivite;
Dermatite pruriginosa;
Diarreia;
Doenças do sangue;
Enxaqueca;
Erupções cutâneas;
Esmagamento de tecidos;
Espinhas;
Indigestão;
Inflamação dos olhos,
Inflamação na garganta;
Laringite;
Manchas;
Mordidas de serpente;
Dores musculares;
Parasitas intestinais;
Rachaduras na pele;
Virose.

Veja mais!