Publicado por Natália Petrin
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Alguns alimentos ajudam na produção de hormônios sexuais, assim como na formação de óvulos e espermatozoides. Para as mulheres, os cuidados e a melhoria da alimentação devem começar no mês anterior ao pretendido para a concepção, quando o óvulo está amadurecendo. Já para os homens, os cuidados são necessários quatro meses antes, pois é o tempo que o organismo necessita para a produção dos espermatozoides.

Alimentos em prol da fertilidade

Foto: Reprodução

Solução para problemas

A alimentação com base no consumo destes alimentos que auxiliam no aumento da fertilidade pode ser uma solução para muitos casais que buscam a maternidade e a paternidade, mas por alguma razão não conseguem. A dieta pró-fertilidade beneficia principalmente mulheres com desequilíbrios ovulatórios, uma vez que a insulina e a enzima globulina influenciam na ovulação e sua ação é diretamente relacionada aos alimentos consumidos pela mulher.

Essa dieta é recomendada para mulheres com desequilíbrios ovulatórios como a síndrome do ovário policístico, além de mulheres acima ou abaixo do peso considerado saudável, pois apesar de ser mais focada em disfunções do ovário, trata-se de uma dieta equilibrada.

Quais alimentos aumentam a fertilidade?

  • As ostras, borregos, frutas secas, gemas de ovos, centeio e aveia aumentam a fertilidade, pois são ricos em zinco, propriedade essencial para a saúde reprodutiva tanto dos homens como das mulheres.
  • Soja, feijão, grãos, cogumelos, grão-de-bico e quinoa são bons alimentos para esse fim. Isso devido a presença de proteínas vegetais que podem ajudar no processo de fertilização.
  • Leite Integral causa uma menor oscilação da insulina. De acordo com estudos, os laticínios sem gordura ajudam a causar um maior desequilíbrio hormonal, prejudicando a fertilidade.
  • Alimentos sem gordura trans, mas que contenham gordura boa como as nozes, linhaça, chia e peixes de águas profundas e frias, também devem fazer parte do cardápio de quem busca a fertilidade.
  • O popular chá-verde aumenta as chances de fertilização, uma vez que combate o estresse oxidativo que ocorre devido à presença de bioflavonoides, também responsáveis pela manutenção de óvulos e espermatozoides saudáveis.

Outras dicas

No geral, os alimentos antioxidantes melhoram a fertilidade feminina e são essenciais para o crescimento e desenvolvimento dos óvulos. É necessária a ingestão de mais de cinco porções de vegetais e frutas de cores diferentes, além de frutas secas e sementes, para reforçar a alimentação com os antioxidantes.

Para a fertilidade masculina, além dos alimentos já citados, estão o pão integral ou de centeio, as batatas, pimentos verdes, ovos e frango por serem ricos em crómio, mineral de muita importância para a produção de células novas, como os espermatozoides. Além disso, é importante haver o consumo de alimentos ricos em vitamina C, pois esta vitamina protege e aumenta o número de espermatozoides.

O que deve ser cortado?

Alimentos como pão branco e bolos tem alto índice de açúcar, ou seja, alto índice glicêmico, que aumenta a taxa de insulina. Dessa forma, o açúcar entra rápido demais nas células e a proteína globulina acompanha essa flutuação. Esta, sintetizada no fígado, funciona como uma proteína responsável pelo transporte para a maioria dos hormônios, podendo aumentar a quantidade de hormônios masculinos na mulher e prejudicando a ovulação.

Veja mais!