Publicado por Débora Silva
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Arginina, também chamada de L-arginina, é um aminoácido não essencial que possui inúmeras funções no organismo. É necessária para a divisão celular e fotossíntese, relaxa as artérias e vasos sanguíneos, fortalece o sistema imunológico, acelera a cicatrização de feridas, bloqueia o crescimento de tumores, remove impurezas dos rins e é útil para pessoas que sofrem de doenças cardíacas, enxaquecas, doença arterial coronariana, obesidade e outras condições de saúde.

Melhores fontes de arginina

Os melhores alimentos ricos em arginina são as fontes animais ricas em proteínas, incluindo carne de porco, de vaca, frango, peru e laticínios. Dentre as fontes vegetais estão a soja, sementes de abóbora, sementes de gergelim, amendoim e nozes.

Alimentos ricos em arginina

Foto: Reprodução/ internet

A arginina também pode ser encontrada em formas de suplementos alimentares, que são utilizados para aliviar o cansaço físico e mental.

Oleaginosas

Castanha de caju, amendoim, castanha do Brasil, avelãs, pistache e nozes são grandes fontes de arginina. Em cada porção de 100g de amêndoas existem 2,7g do aminoácido.

Chocolate

O chocolate contém 0,9g de arginina por porção de 100g e pode ser usado – a versão sem açúcar – no preparo de pudins lights, chocolate quente e outras receitas saborosas.

Ovos

A gema de ovo contém boas doses de arginina, mas deve ser consumida com cautela. A gema contém 1,10g do aminoácido e a clara de ovo contém 0,65g.

Peixes

Uma boa maneira de aumentar a dose de arginina no organismo é pelo consumo de atum e salmão. O atum fornece 1,74g do aminoácido por porção de 100g, e o salmão contém 1,19g de arginina para a mesma quantidade.

Frango

O frango é a terceira melhor fonte de arginina e pode ser preparado de diversas maneiras, como frango assado no forno, filé temperado, filé empanado, com legumes, strogonoff e outros. Um peito de frango fornece 70% da recomendação diária de proteína e quase 9g de arginina.

Laticínios

Os laticínios, incluindo leite, queijo e iogurte, são alimentos ricos em arginina, além de serem ricas fontes de proteína.

Frutas

Além de conter antioxidantes, vitaminas e minerais, as frutas também são alimentos ricos em arginina. As frutas que contêm maiores quantidades do aminoácido são o abacate, uva, kiwi, melancia e morango.

Frutos do mar

Frutos do mar como atum, salmão, caranguejos, camarões, lula, lagosta e sardinha são algumas das melhores fontes de arginina.

Soja

Além de ser uma grande fonte de minerais como potássio e magnésio, uma xícara de soja torrada fornece 4,6 gramas de arginina.

Cuidados

Apesar de ser importante para o nosso organismo, a arginina deve ser consumida em quantidades adequadas, pois, em excesso, pode ser tóxico ao organismo e levar à baixa pressão arterial, diabetes, desequilíbrios químicos do sangue, aumento do risco de hemorragia e outras doenças. O consumo em excesso é especialmente contraindicado para as mulheres grávidas ou em fase amamentação.

Dentre os efeitos colaterais estão náuseas, pressão arterial, cólicas, diarreia, sintomas de asma e reações alérgicas. Este aminoácido interage com alguns medicamentos para o controle da natalidade, pressão arterial, disfunção erétil, azia, diabetes, analgésicos e diluentes de sangue.

Veja mais!