Publicado por Débora Silva
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Nos dias mais quentes, o organismo pede uma alimentação mais leve, não é mesmo? Não é à toa que sentimos mais vontade de consumir frutas, verduras e legumes.

O almeirão (cichorium intybus) é uma hortaliça do tipo folha, também conhecida como chicória-do-café, almeirão-selvagem, chicória-amarga e chicória-selvagem. É originária da Europa Mediterrânea e pertencente à família asteraceae, a mesma da alface, chicória, dente-de-leão e serralha. É cultivado em todas as regiões do mundo, servindo de alimento para os seres humanos e animais.

Por pertencerem à mesma família, o almeirão se assemelha bastante à chicória, apenas distinguindo-se por folhas mais estreitas, alongadas e recobertas por pelos.

Devido às suas propriedades medicinais, esta hortaliça é bastante utilizada como um remédio natural para tratar problemas de fígado ou de intestino.

Almeirão: a super planta rica em vitamina A, B e C

Foto: Reprodução/ internet

Propriedades e benefícios

Assim como todos os folhosos, o almeirão contém poucas calorias. É uma hortaliça fonte de vitamina A e que também possui as vitaminas do complexo B (B2 e niacina) e vitamina C em menor quantidade, além de doses de cálcio, ferro, fósforo, fibras, lactucina, lactupicrina e substâncias responsáveis pelo sabor amargo.

As propriedades do almeirão incluem a sua ação laxante, tônica, analgésica, diurética, vermífuga, antioxidante e estomacal. A ação antioxidante deste alimento combate os radicais livres e previne doenças degenerativas e o envelhecimento precoce das células; já as fibras contribuem para o bom funcionamento intestinal e a liberação de toxinas.

O consumo do almeirão também é popularmente indicado para abrir o apetite, para uma boa digestão e no tratamento em casos de problemas de fígado, dos rins, vesícula, baço e apendicite, além de gastroenterite e icterícia.

Por meio do componente que dá o sabor amargo ao almeirão, esta hortaliça estimula a função hepática e participa na desintoxicação do fígado.

Como consumir o almeirão?

O almeirão é consumido no preparo de saladas e pratos quentes, e pode ser utilizado para substituir a couve, o espinafre e a chicória. Apesar de todos os benefícios proporcionados pela hortaliça, o amargo pode ser um empecilho na hora do consumo.

Para amenizar o amargor deste alimento, experimente lavar bem as folhas, cortar e passar em água fria. Lembre-se que, antes de consumir as folhas do almeirão, elas devem ser muito bem lavadas e o excesso de água deve ser retirado. Para guardá-las na geladeira, use uma vasilha com tampa.

Contraindicações e efeitos colaterais

O almeirão é contraindicado para os indivíduos que estejam sofrendo de diarreia e febre. Não foram encontrados efeitos colaterais desta hortaliça na literatura consultada.

Veja mais!