Publicado por Priscila Melo
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

O aspargo pertence à família das Lulliaccae e é um alimento muito nutritivo que contém vitaminas do complexo B (o ácido fólico), Betacaroteno (provitamina A), além de diversos minerais, como o cálcio, o ferro e o fósforo. O aspargo é ainda uma excelente fonte de glutationa, que é um antioxidante que possui uma forte atividade anticancerígena.

Composição

Como você já deve ter observado, o aspargo é um alimento rico em nutrientes, pois contém em sua composição diversas vitaminas, fibras, e sais minerais. Além disso é pouco calórico, o que o torna um dos destaques nas dietas. O aspargo é rico em ácido fólico, betacaroteno, magnésio, manganês, fósforo, fibras e vitamina C, B e K.

Benefícios

Entre os principais benefícios do aspargo, podemos citar:

  • Anti-inflamatório, além de possuir um sabor delicioso, o aspargo contém nutrientes anti-inflamatórios, como saponinas e os flavonoides quercetina, rutina, laempferol e isoramnetina. Esses nutrientes ajudam a combater a artrite, asma e algumas doenças autoimunes.
  • Antioxidante, por possuir glutationa, o aspargo contém três aminoácidos, o ácido glumatic, glicina e cisteína. Quando esses aminoácidos são combinados em uma molécula esta serve como um agente de oxidação-redução muito poderoso para o nosso corpo. Junto com outros oxidantes o aspargo age contra os radicais livres que causam o envelhecimento e a oxidação celular.
  • Previne contra o câncer, por ser antioxidante e anti-inflamatório, o aspargo é muito indicado contra o câncer na bexiga, mama, cólon, pulmão, próstata, ovário e outros tipos de câncer.
  • Para o coração, por possuir uma vitamina do complexo B em sua composição, o aspargo traz benefícios ao coração, evitando doenças cardíacas.
Aspargos – Benefícios que não acabam

Foto: Reprodução

  • Diurético, o aminoácido asparagina, encontrado nos aspargos é um ótimo diurético e tem sido muito usado para tratar inchaços, artrite, reumatismo e retenção de água causada pela TPM.
  • Para digestão e dieta, a inulina, um carboidrato que está presente nos aspargos, incentiva o crescimento de bifidobactérias e lactobacilos, essas bactérias aumentam a absorção dos nutrientes e diminui o risco de alergia e câncer de cólon. A fibra do aspargo estabiliza a digestão e previne a constipação, além disso é um alimento de baixa caloria.
  • Para os ossos, por ser rico em vitamina K, uma proteína que fortalece a composição dos ossos. O aspargo impede o acúmulo de cálcio no tecido, evitando a aterosclerose, doenças cardiovasculares e acidente vascular cerebral.
  • Sistema imunológico e visão, por possuir vitamina C, além de ser antioxidante, o aspargo atua no sistema imunológico, mantendo-o saudável e previne doenças oculares relacionadas à idade, como a catarata e a degeneração macular.

Como armazenar?

Quando estão frescos, os aspargos devem ficar na geladeira em vasilhas plásticas por cerca de 3 ou 4 dias e devem estar bem embalados para que suas pontas não quebrem. Após esse tempo, o ideal é cozinhar e comer logo.q

Veja mais!