Publicado por André Luiz Melo
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

A planta conhecida como “canela de velho” está entre as ervas mais indicadas para o alívio das dores provocadas pela artrite e artrose. Este vegetal é considerado como uma erva medicinal nativo do Nordeste brasileiro, planta a qual integra a família das melastomataceae, de nomenclatura científica miconia albicans.

Essa planta é subarbustiva, dotada de caule fino, com altura de até 1,20 metros, com folhas ovaladas, cruzadas, verdes-brilhantes na parte superior e meio brancas na área inferior. É característico desse vegetal hastes florais com tonalidade vermelha, mínimas flores brancas ou amarelas e mínimos frutos arredondados.

No Brasil, o cultivo desse vegetal se dá, principalmente, em áreas territoriais entre os estados da Bahia (região onde o mesmo foi batizado de canela de velho) e Sergipe. O mesmo possui melhor adaptação em solos pobres, bastante drenados e com temperaturas entre 25ºC e 33ºC.

Benefícios da 'canela de velho' para o tratamento contra artrose

Foto: Reprodução/ internet

Propriedades medicinais

Ao todo, 15 são as diferentes variedades da canela de velho, e todas são capazes de aliviar dores. Antioxidante, anti-inflamatória, antimutagênica, hepatoprotetora, tônica, antimicrobiana, antitumoral e digestiva são as propriedades dessa erva.

Tratamento de dores com a canela de velho

Apesar da ausência de estudos que comprovem sua eficácia contra dores, a canela de velho é aplicada desde os períodos mais remotos da humanidade para aliviar rapidamente os sintomas de doenças como artrite, artrose e outras inflamações gerais e nas articulações. Torcicolos, tendinites, bursites, torções nos pés, hérnias de disco, dores na coluna, diabetes, transtornos intestinais e doenças do estômago são outros males combatidos por essa planta.

A canela de velho ainda é conhecida por atuar como purificador sanguíneo, por agir contra os radicais livres e servir como potente estimulante sexual.

Receita do chá de canela de velho

Em um litro de água fervida, acrescente de 15 a 20 folhas do vegetal e deixe no fogo em fervura por mais meio minuto. Feito isso, deixe o líquido descansando por aproximadamente uma hora. Recomenda-se a ingestão – em jejum – de uma xícara do chá – preferencialmente sem açúcar ou adoçantes – pela manhã e outra à noite, ou ainda antes de cada uma das principais refeições do dia. Não é obrigatório tomar esta infusão quente.

Não há relatos de efeitos colaterais causados pelo chá de canela de velho. Entretanto, aconselha-se tomar por um período inicial de testes durante 15 dias, podendo o a ingestão do mesmo se estender, dependendo de como reagir o organismo do usuário, por até 60 dias. Também é importante consultar a opinião de um médico à respeito do uso dessa infusão.

Veja mais!