Publicado por Natália Petrin
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

O caqui pertence Ebenaceae e é produzida pelo caquizeiro. Com diversas variedades, os mais conhecidos e consumidos no Brasil são o caqui-chocolate e o caqui rama forte.  Fruto possui coloração avermelhada e consistência macia e fibrosa, mas o caqui-chocolate tem a casca com uma coloração mais alaranjada. Seu sabor é bastante doce quando maduro. O produto é originário da China e do Japão, e pesa, normalmente, quando com tamanho grande e maduro, em torno de 100g.

Benefícios e propriedades

A fruta é rica em proteínas, licopeno, cálcio e ferro, além das vitaminas E, A, B1 e B2. Cada 100g (uma unidade grande) possui aproximadamente 75 calorias. O caqui auxilia, graças às suas propriedades, na proteção e manutenção do organismo, além de, por ser rica em betacaroteno, atuar como um excelente antioxidante combatendo a formação de radicais livres e o envelhecimento precoce.

Ajuda a melhorar a saúde da visão, das unhas, dos cabelos e auxiliar o desenvolvimento ósseo. O licopeno auxilia no aumento da proteção do organismo e, por ser rica em fibras, auxilia ainda no melhor funcionamento intestinal. Por possuir uma alta concentração de açúcar e frutose, é um excelente calmante, mas deve ser consumida com cautela, principalmente por diabéticos.

O caqui ainda ajuda a manter as células do corpo saudáveis e estimula a comunicação entre elas controlando a sua multiplicação.

Benefícios da fruta caqui

Foto: Reprodução

Caqui e o emagrecimento

Por ser rico em fibras, ajuda a aumentar a sensação de saciedade no estômago diminuindo a quantidade de alimentos ingeridos. Pode, com isso, contribuir para a perda de peso, principalmente quando associada a outros alimentos que auxiliam no emagrecimento e à prática de exercícios e hábitos saudáveis.

Quando consumido juntamente à prática de exercícios físicos, auxilia a acelerar o fluxo sanguíneo e o metabolismo, contribuindo para a eliminação de gorduras.

Como escolher e consumir?

A embalagem do caqui deve ser feita com muita cautela para a venda, pois sua casca é bastante fina. Quando for escolher, procure analisar se ele possui rachaduras, pois o produto deve ser firme e com coloração uniforme.

Quando comprar, caso o caqui esteja maduro, consuma entre 3 e 5 dias, desde que esteja armazenado na geladeira ou em local fresco, mas neste último caso, deve ser consumido mais rapidamente. Quando verde, não deve ser colocado na geladeira, caso contrário não amadurecerá.

Lave-os um a um esfregando delicadamente com as mãos e, para melhor higienização, coloque imerso em uma solução clorada por cerca de 20 minutos. Mas atenção: se não for consumir imediatamente, não lave, pois pode azedar.

A melhor forma de consumir é em sua forma natural, mas também pode ser usado na forma de suco. Este, em contrapartida, deve ser bebido logo depois do preparo, pois caso contrário pode perder vitaminas e ainda ter seu sabor alterado. Por ser uma fruta de colheita entre janeiro e agosto (com um pico entre março e maio, quando é mais facilmente encontrado), não é facilmente encontrada. Mas uma forma de consumir durante todo o ano é por meio de sua forma desidratada.  E pode ser consumida também na forma de geleias, saladas de frutas, panquecas e shakes, por exemplo.

Veja mais!