Publicado por André Luiz Melo
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

De nome científico gochnatia polymorpha, a planta cambará é classificada como uma árvore de médio porte encontrada facilmente em diversos estados em todas as regiões do país, além de outros países como Uruguai, Argentina e Paraguai.

Também chamada de candeia, cambará-de-folha-grande, cambará-do-mato e cambará-guacú a mesma constitui uma árvore de característica robusta, forte e resistente, cuja madeira é comumente empregada na fabricação de moirões de cerca.

Benefícios para a saúde

Já na medicina popular, a planta cambará pode ser utilizada para a produção do chá das suas folhas. Esta bebida é rica em propriedades medicinais que auxiliam no combate a problemas pulmonares, tosse, coqueluche, bronquite, asma, dor de ouvido e ainda atua como medicamento expectorante.

Em Santa Catarina e no Paraná, diversas tribos indígenas fazem uso dessa planta, a partir da casca do seu caule, para o tratamento de reumatismo ósseo.

Benefícios da planta cambará para a saúde

Foto: Reprodução/ internet

Indicações

Afecção pulmonar
Asma
Bronquite
Dor de ouvido
Espasmo
Febre
Reumatismo
Tosses

Propriedades medicinais

Balsâmico
Diurético
Estimulante
Estomacal
Expectorante
Sudorífera
Tônico
Tônico pulmonar

Princípios Ativos

Óleo essencial
Taninos
Mucilagens
Alcaloides

Posologia

Somente recomenda-se a utilização dessa planta para ingestão por pessoas adultas. A tintura das partes aéreas desta erva deve ser ingerida em doses de 30 a 50 ml divididas em duas ou três doses diárias diluídas em água. A mesma deve ser preparada com 2 gramas de flores frescas e 4 gramas de folhas frescas. Tais partes devem ser colocadas em infusão.

Já o extrato fluido desta planta deve ser consumido em dosagens de 15 ml por dia. O mesmo pode ser acrescido de mel e utilizado ainda na aplicação de compressas, a exemplo da sarnicida e também em contusões e mialgias.

Para dores, recomenda-se a utilização de cataplasmas em dosagens de duas vezes ao dia.

Crianças, somente devem fazer uso das receitas à base dessa planta conforme orientação médica. As mesmas devem tomar dosagens que varias da metade até 1/6 das dosagens para adultos.

Veja mais!