Publicado por Ana Ligia
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

A bergamota é uma fruta cítrica bastante popular. Você já deve ter ouvido falar nela, mas talvez com um nome diferente, dependendo da região onde você vive. A fruta também é conhecida por laranja-cravo, laranja-mimosa, mandarina, mexerica, mimosa, tangerina, vergamota.

O alimento é rico em ferro e vitaminas A, C e do complexo B e possui propriedades medicinais que servem como analgésico, antisséptico, cicatrizante, diurético, aromático, digestiva, refrescante e estimulante.

Além disso, a fruta também tem a ação que destrói ou expulsa os vermes intestinais, combate diversos tipos de vírus, ajuda a reduzir a congestão nasal e proporciona força e energia.

Bergamota, uma fruta deliciosa e antivírus natural

Foto: depositphotos

Indicação de consumo

O consumo da bergamota é indicado para quem sofre de problemas como carência de vitamina C, bronquite, gripe, sintomas de resfriado, tuberculose, dor de garganta, febre, ansiedade, depressão, infecções vaginais, infecções urinárias, gases, cistite, dermatites, leucorreia, varicela, vermes intestinais, sarampo, uretrite, varicela, picadas de insetos, mau hálito e angina.

Ela também é indicada para tratamentos para hipertensão arterial e na prevenção da arterioesclerose, melhora o funcionamento do intestino, é calmante, protege o organismo contra doenças como diabetes, câncer, hipertensão e outros problemas cardiovasculares.

Formas de consumo

A bergamota pode ser consumida in natura, em forma de sucos, chá, como ingrediente de uma salada de frutas, na fabricação de cosméticos e na aromatização de banhos e óleos para massagem.

Bergamota para emagrecer

E é, ainda, um ótimo aliado para quem deseja perder peso. A bergamota é rica em nobiletina, substância que além de impedir a elevação do colesterol no organismo, ainda protege o corpo dos efeitos negativos gerados a partir da ingestão de alimentos gordurosos.

Dica

Procure ingerir a bergamota sem tirar o bagaço (aquela parte branca) dela. Ela também faz muito bem para a saúde e contribui para bom funcionamento do organismo.

Cuidados

O uso externo da fruta pode causar fotossensibilidade, queimaduras e manchas na pele e alergias. Pessoas com problemas estomacais também devem evitar o consumo exagerado da fruta cítrica.

Veja mais!