Publicado por Natália Petrin
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Da família das Brassicaceae, a planta bolsa-de-pastor também é conhecida pelo nome de braço-de-preguiça, bucho-de-boi e panaceia. Podendo alcançar os 60 cm de altura, suas folhas tem formatos variáveis e são ovaladas, e suas flores são brancas em cachos. Cada uma de suas flores forma um fruto com a forma de coração, ou de bolsa, com duas cavidades separadas por um septo. A planta floresce do início da primavera até o fim do inverno e é espontânea em toda a Europa e Ásia, crescendo em jardins, campos, entulheiras e taludes.

Bolsa-de-pastor - Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

Propriedades e benefícios

Sua utilização na medicina popular já era aplicada pelos chineses como uma forma de tratar doenças oftalmológicas e disenterias há muito tempo. Além disso, usavam-na como uma planta diurética e febrífuga. Entre seus princípios ativos estão acetilcolina, ácidos málico, acético, cítrico e fumárico, alcaloides sinapina e bursina, colina, ergocristina, flavona diosmina, iohimbina, mirosina, potássio, resina, saponosídeo, tanino e tiramina. A planta é indicada em casos de vômitos e escarros de sangue, disenterias, hemorragia nasal e hemorragia uterina. Além disso, pode ser usada para curar sapuração dos ouvidos, inflamações da pele e da garganta. Seu consumo é indicado ainda às mulheres que possuem problemas com a menstruação, principalmente as mais jovens, na fase da puberdade, e as que estão no período pré-menopausa. Isso, devido às propriedades oxitócicas, que agem no organismo como a hormona toxina.

Aplicações

O chá, eficaz no tratamento de disenterias, hemorragias e escarros de sangue, pode ser preparado com a proporção de 20 ou 30g de folhas para 1 litro de água. Leve a água ao fogo, e adicione as folhas. Aguarde ferver, então desligue o fogo, tampe e deixe descansar por aproximadamente 10 minutos. Em seguida, coe e consuma.

O suco fresco da planta pode ser aplicado topicamente para curar problema dos ouvidos. Outra forma de uso é, em caso de inflamação da pele e dores, amassar as folhas frescas e aplicá-las em forma de cataplasma sobre as regiões afetadas. Para o gargarejo, eficaz no tratamento de inflamações da garganta, use a proporção de 30g para cada litro de água. Prepare da mesma forma que o chá, e faça gargarejos. As folhas podem ser consumidas ainda na forma de salada, cruas ou cozidas.

Contraindicações e cuidados necessários

O consumo de bolsa-de-pastor é contraindicado para gestantes, nutrizes e pessoas que tenham pedras nos rins. Quando usada em doses elevadas, a planta pode apresentar efeito tóxico.

Veja mais!