Publicado por Stefanie Mouret
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Nos dias atuais é cada vez mais comum encontrar os famosos “viciados em café”, aquelas pessoas cujo dia não começa enquanto não tomarem sua xícara de café preto. Não que seja um vício ruim, afinal já foi comprovado que além de ser estimulante, o café é um excelente termogênico, capaz de acelerar o metabolismo, aumentando a queima de gorduras – embora quando consumido em excesso traga também alguns malefícios. No entanto, o que parecia já ser bom, pode ficar ainda melhor com o café verde!

Grãos de café verde

Foto: Reprodução

O que é café verde e quais os benefícios?

O café verde nada mais é do que os grãos do café comum que não foram torrados. Claro, não se deve esperar que eles tenham o sabor ou aroma tão deliciosos e marcantes quanto o café comum produzido a partir de grão torrados. Ainda assim, vale a pena considerar incluir o café verde em sua dieta, já que, ao contrário do grão torrado, ele preserva substâncias que auxiliam no emagrecimento, contendo uma concentração imensamente maior de ingredientes combustores de lipídios. Combate ainda os radicais livres, evitando o envelhecimento precoce e deixando a pele mais bonita, viçosa e saudável.

Assim como o café comum, os grãos verdes também são ricos em polifenóis, cafeína, antioxidantes, trigonelina, quinídeos, ligninas e ácido clorogênico, mas ao ser torrado o grão perde boa parte dessas substâncias, por isso o grão verde as contém em maior quantidade. Essas substâncias unidas – em especial o ácido clorogênico – são responsáveis por reduzir a quantidade de açúcar que o organismo absorve, obrigando o organismo a queimar gorduras para obter energia. A cafeína, por ser estimulante, força o melhor funcionamento do organismo, acelerando o metabolismo e tendo como resultado o aumento de gastos enérgicos, queimando assim mais gordura e auxiliando a perda de peso.

Como consumir?

Já que o sabor do café verde não é agradável como o do café preto, eles são consumidos de maneiras diferentes. O café verde é encontrado em forma de cápsulas que devem ser receitadas por um nutrólogo. Ao comprar, sempre procure no rótulo a informação “45% de ácidos clorogênicos”, que é a quantidade ideal para proporcionar os benefícios acima citados.

Contraindicação

Por possuir maior concentração de cafeína, os grãos verdes são contraindicados para pessoas que sofrem de nervosismo, ansiedade, tendências depressivas e hipertireoidismo, além de idosos, gestantes e crianças.

Vale lembrar

É importante frisar que, embora possua inúmeros benefícios ao organismo e de fato seja um aliado poderoso da dieta, o café verde não trabalhará sozinho. Os efeitos poderão ser melhores e mais rápidos se seu consumo estiver acompanhado de uma rotina de atividades físicas focadas em queima de gordura. Com pequenas mudanças diárias, será notável o resultado do café verde no organismo e da perda de peso.

Escrito por Stefanie Mouret

Veja mais!