Publicado por Wanessa Galvão
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Problemas com a digestão? Tome chá de erva doce. Essa erva tão conhecida dos brasileiros é utilizada com fins medicinais há milhares de anos e pode ser encontrada pelo país com diferentes nomes. No entanto, o cuidado com a quantidade a ser consumida diariamente deve ser constante, pois o chá pode agravar problemas que deveria combater se for administrado em excesso.

A erva doce

Chá de erva doce - Veja seus benefícios

Foto: Reprodução

Essa erva, utilizada em alguns países até na culinária, é utilizada desde a época do Antigo Egito, onde se acreditava que além dos poderes curativos a erva doce possuía também a capacidade de afastar sonhos ruins.

De nome científico Foeniculum vulgare, a erva doce, conhecida pelo Brasil por diferentes nomes como Funcho ou Anis, é uma das plantas medicinais mais utilizadas, seja na culinária ou na perfumaria. A erva doce é originária do mediterrâneo e se desenvolve melhor em climas quentes, tropicais e subtropicais.

O chá comum é feito com as sementes da erva, mas é possível fazer chá também com as raízes da erva doce, chá esse que possui um forte poder diurético.

O combate às doenças

Apesar de possuir diversos benefícios a saúde, a fama da erva doce se baseia na sua grande capacidade de tratar e curar problemas de digestão, prisão de ventre, gases e cólicas intestinais até mesmo em crianças.

Pessoas com tosse, bronquite e catarro também devem consumir o chá, que tem substâncias expectorantes e funciona também como antiespasmódico, estimulante e relaxante. Quem sofre com vermes são beneficiados com o consumo do chá de erva doce, que atua contra o mau hálito e é um forte relaxante muscular.

Do ponto de vista nutricional o chá de erva doce se destaca possuindo em grande quantidade as vitaminas A, B e C, fibras e diversos sais minerais. Lactantes podem consumir o chá, que associado a um maior consumo de água aumenta a quantidade de leite.

O consumo

O chá de erva doce não deve ser consumido por crianças menores de um ano, nem por gestantes, pois contém substâncias abortivas. Cuidado também na quantidade de chá que vai ser consumido. Quando ingerido em grandes quantidades o chá provoca irritação no estômago e ocasiona problemas de digestão. Tome no máximo três xícaras por dia, por um período de sete dias. Para fazer o chá:

  1. Coloque em uma panela um litro de água filtrada e leve-a ao fogo;
  2. Quando a água levantar fervura acrescente três colheres de sopa de sementes secas e desligue o fogo;
  3. Tampe a panela e aguarde cinco minutos antes de coar e beber.

Veja mais!