Publicado por Débora Silva
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

O louro, de nome científico Laurus nobilis, é originário do Mediterrâneo e suas árvores podem chegar a 20 metros de altura. Suas folhas são vistosas e com um odor muito característico, sendo muito utilizadas para aromatizar refeições.

Folha de louro

Foto: Reprodução

Na Grécia Antiga, os ramos de louro eram utilizados para confeccionar as coroas entregues aos vencedores de competições, além de serem consagradas a Apolo. O costume destas coroas como um símbolo de vitória também foi utilizado pelos reis de Roma, na época dos Césares. Daí vem o termo “laureado” quando alguém faz algo excepcional, fazendo referência ao ato de ser coroado com uma coroa de louros. Além de ser utilizado para preparar pratos como feijão, sopas e carnes, as folhas de louro possuem propriedades que trazem benefícios à saúde.

Propriedades do louro

O louro possui as propriedades: diurética, antirreumática, anti-inflamatória, digestiva, estimulante e expectorante. Entre os seus nutrientes estão o potássio, o cálcio, os hidratos de carbono, a fibra, o fósforo, o magnésio, o ácido fólico, as vitaminas B6 e C, entre outros.

Benefícios e indicações terapêuticas

  • Auxilia na boa digestão, pois estimula os movimentos peristálticos e aumenta as secreções digestivas;
  • Auxilia nas inflamações do fígado;
  • Ajuda em infecções na pele e nos ouvidos;
  • Facilita o trabalho dos rins auxiliando na eliminação de líquidos;
  • Atua como expectorante em casos de gripe, resfriado, bronquite e outras doenças do aparelho respiratório;
  • Alivia as dores articulares e musculares causadas por artrites e reumatismos;
  • Auxilia no processo de emagrecimento saudável;
  • Regula o ciclo e o fluxo menstrual e alivia as cólicas;
  • Combate o estresse e a ansiedade;
  • Auxilia no alívio dos efeitos indesejados da ressaca, pois, assim como o boldo, o louro possui propriedades desintoxicantes, sendo recomendado para casos de desconforto digestivo provocado pela ressaca.

Modo de preparo do chá de louro

Adicione três folhas de louro em uma xícara de água fervente, tampe e deixe repousar por dez minutos. Retire as folhas e beba o chá antes das refeições para auxiliar na digestão. Se preferir, o chá pode ser adoçado. O chá pode ser tomado até quatro vezes ao dia.

Efeitos colaterais          

Tenha atenção com a quantidade ingerida, pois em excesso, o louro pode causar sonolência e pode ser prejudicial às pessoas que possuem sensibilidade no estômago.

Contraindicações

O uso do louro é contraindicado para mulheres gestantes ou em fase de amamentação.

Veja mais!