Publicado por Redação

O ovo foi por muito tempo tido como um grande vilão da vida saudável. Mas a verdade é que comer o alimento diariamente traz inúmeros benefícios para o organismo.

No entanto, consumir ovo todos os dias além de ajudar a melhorar o desempenho do corpo, traz uma grande proteção aos ossos, cabelo e unhas. Só a gema possui mais de 90% de cálcio e ferro e a clara contém quase a metade da proteína do ovo.

Ótimo para quem deseja perder peso de forma saudável, os ovos têm capacidade de promover a sensação de saciedade. O alimento tem um índice de saciedade 50% maior do que cereais matinais, por exemplo.

Comer 3 ovos inteiros por dia traz benefícios para a saúde? Saiba por quê

Foto: depositphotos

Alimentos para combinar com ovos

É interessante combinar a ingestão do alimento com o consumo de um suco de fruta, preferencialmente de laranja. Isso irá compensar a falta de vitamina C, já que é o único nutriente que falta no ovo.

O consumo diário do alimento também ajuda a proteger os olhos de problemas como a catarata.

Uma boa ingestão de ovos, combinada com espinafre e brócolis, ajuda a diminuir, de forma significativa, cataratas e outras doenças associadas ao envelhecimento e degeneração da retina, a principal causa de cegueira nos idosos.

Ovos beneficiam o cérebro, principalmente dos fetos

A colina é um nutriente que beneficia o coração, músculos, cérebro e fígado. É também indispensável para às gestantes pois, é nesta fase que o cérebro do bebê está sendo formado, e a colina é necessária para que isto ocorra. É no ovo que as gestantes irão encontrar 28% da colina que necessitam em sua dieta.

Comer ovos todos os dias não aumenta o colesterol

Uma pequisa publicada pela BBC Brasil mostrou um estudo de 1999 da Universidade de Harvard, que analisou 115 mil pessoas durante uma década. Os cientistas concluíram que comer um ovo diariamente não tem relação com o aumento do colesterol no sangue.

“Para aqueles que já têm altos índices de colesterol no sangue, o melhor é limitar o consumo de ovos a dois ou três por semana”, disse à BBC Mundo a nutricionista Margaret Brown.

Veja mais!