Publicado por Débora Silva
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Muitas mulheres optam pela depilação íntima, seja ela total ou parcial. Dentre os métodos disponíveis para retirar os pelinhos indesejáveis da região estão a lâmina, os cremes depilatórios, a cera quente, cera de algas marinhas e outros.

Mesmo as adeptas de outras técnicas acabam, vez ou outra, recorrente à lâmina, por ser a maneira mais rápida e barata de remover os pelos, embora seja também a mais agressiva, podendo resultar em cortes e irritações na pele.

Truque simples para depilar as virilhas sem sofrimento

O intervalo entre as depilações com lâmina é pequeno, pois em aproximadamente dois dias já é possível observar o crescimento dos pelos.

depile-as-virilhas-com-essa-tecnica-que-nao-causa-sofrimento

Foto: depositphotos

Caso você prefira esse método de depilação, lembre-se de escolher um aparelho de qualidade e novo, preferencialmente com três lâminas ou mais.

Para alcançar o resultado perfeito e não agredir a pele na hora de depilar as virilhas, é necessário tomar outros cuidados antes de iniciar o processo. Com um truque bastante simples, você pode remover os pelos de maneira perfeita e deixar a pele mais lisinha.

Antes de começar a depilação, apare os pelos com uma tesourinha. Depois, lance mão deste truque: molhe uma toalha de mão com água morna e cubra a região por alguns minutos. O procedimento fará com que os poros se abram, o que facilitará a remoção dos pelos e evitará que eles nasçam encravados.

Em seguida, aplique gel ou loção depilatória na área externa. Depois, é só passar a lâmina no sentido do crescimento dos pelos. Você também pode realizar a técnica no banho, com o auxílio de um creme ou espuma de depilação.

Cuidados ao se depilar com lâmina

Se você optou por se depilar com lâmina, lembre-se de não cometer os seguintes erros:

  • Não use a gilete do seu namorado. Você já reparou que as lâminas masculinas e femininas têm designs diferentes? Isso porque elas são feitas para serem usadas em diferentes regiões do corpo;
  • Não passe a lâmina várias vezes, pois o atrito excessivo pode causar irritação, vermelhidão, coceira e pelos encravados;
  • A lâmina nunca deve ser utilizada na pele seca;
  • Não passe a gilete no sentido errado. A lâmina deve ser passada no sentido de crescimento do pelo;
  • Esquecer de limpar a lâmina. Como qualquer outro instrumento de uso pessoal, a gilete também deve ser higienizada.

Veja mais!