Publicado por Natália Petrin
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

O suplemento nutricional chamado óleo de prímula é, segundo estudos, um excelente medicamento natural para o combate da obesidade. Popular nos Estados Unidos, a planta é usada com diversos benefícios.

O óleo de prímula pode ser encontrado para comprar em lojas de produtos naturais, mas na forma de cápsulas pode ser encontrado em farmácias e comércios de suplementos alimentares.

Benefícios para o emagrecimento

O óleo de prímula tem como principal função ativar o tecido adiposo marrom, também conhecido como gordura marrom. Essa representa algo em torno de 10% da gordura corporal, e também é responsável por, além de queimar as calorias, gerar calor. Ela é encontrada, entretanto, em grandes quantidades, somente em animais em hibernação e em bebês recém-nascidos.

As sementes de prímula possuem grandes concentrações do ácido gama-linoleico, ou GLA, que pertence à família do ômega-6 e é essencial para a perda de gordura.

Segundo um estudo realizado em 1979, feito com 38 pessoas em dois grupos, o grupo que consumiu o óleo de prímula durante oito semanas, perdeu algo em torno de 10,5 kg por dia.

Emagreça à base do óleo de prímula

Foto: Depositphotos

O óleo elimina a gordura saturada, mas é essencial que o paciente faça uso de uma dieta adequada durante o período de tratamento, e também faça treinos adequados. Isso porque nenhum tipo de método de emagrecimento pode ser eficaz sem que haja hábitos saudáveis e mudanças nos hábitos alimentares.

Outros benefícios

Além do emagrecimento, o óleo de prímula ajuda a controlar os desequilíbrios hormonais, de forma que ajuda a combater a TPM, dores nas mamas e as cólicas menstruais. Além disso, ajuda a melhorar o desempenho em práticas de atividades físicas, já que melhora a saúde das articulações, o que proporciona uma melhor execução dos movimentos. Ajuda ainda a diminuir as dores na região devido o seu efeito anti-inflamatório, de forma que pode ser usado para aliviar dores decorrentes da artrite.

Os benefícios se estendem também à pele, diminuindo a acne, alergias e inflamações, atuando ainda como antioxidante natural, combatendo, consequentemente, o envelhecimento precoce da pele. Ajuda a controlar o índice glicêmico, reduzindo, dessa forma, os sintomas que atingem os diabéticos, como a compulsão por doces, formigamento e redução da sensibilidade.

Contraindicações e efeitos colaterais

Não foram encontrados efeitos colaterais nas literaturas consultadas, desde que o óleo de prímula seja usado conforma as instruções. Quando consumido em grandes quantidades, o óleo de prímula causa dores de cabeça, dor de estômago e náuseas.

Esse medicamento natural é contraindicado para aqueles que são intolerantes a ele, ou que apresentam riscos de epilepsia. Gestantes, antes de consumir o medicamento, devem consultar um médico.

Veja mais!