Publicado por Redação

As doenças cardiovasculares são as principais causas de mortalidade no mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Para se ter uma ideia, a Sociedade Brasileira de Cardiologia afirma que só nos três primeiros meses de 2017, mais de 70 mil brasileiros morreram devido a problemas relacionados ao coração.

Mas, o que mais preocupa os especialistas é com relação as causas destes problemas que em sua maioria estão ligadas a má alimentação.

Levando em consideração um estudo publicado na revista Academia Americana de Medicina, o consumo exagerado de determinados alimentos, bem como a deficiência de outros são os responsáveis por quase 50% de mortes relacionadas à problemas cardiovasculares.

Portanto, é possível dizer que a alimentação pode estar diretamente ligada a doenças do coração, a exemplo dos infartos e derrames. Para o cardiologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, Luiz Velloso, as maiores preocupações para os brasileiros são o sal, gorduras e carboidratos.

Faça essas mudanças na sua alimentação e desfrute de um coração saudável

Foto: depositphotos

Problemas do coração relacionados à má alimentação

O grande “vilão” da saúde cardiovascular é o sal, que se não utilizado de maneira apropriada passa a ser um grande problema para o organismo, principalmente tratando-se de pressão arterial.

“Esta correlação sal/hipertensão também tem expressão populacional e é bastante conhecida a observação de que grupos como os índios Yanomami, cujos hábitos alimentares não incluem o sal nos alimentos, e que têm uma prevalência desprezível de hipertensão arterial”, explica o especialista.

Partindo do pressuposto da hipertensão, que é um problema assintomático, outras doenças cardiovasculares podem surgir como consequência. “Os vasos vão sofrendo alterações degenerativas, até que a doença se manifeste por meio de suas mais temidas consequências, como o acidente vascular – derrame – e o infarto do miocárdio”, detalha o médico.

Mudanças na alimentação para ter um coração saudável

Portanto, quem deseja manter o corpo saudável e o bom funcionamento do coração, precisa mudar a alimentação. Adequar os pratos com opções mais saudáveis é o que recomenda o cardiologista. Por exemplo:

  • Substituir as gorduras por fibras: Alimentos integrais, cereais e grãos são exemplos de produtos que possuem fibras e que por isso ajudam o organismo a funcionar melhor. Ao contrário do que faz as gorduras, que acabam entupindo os vasos sanguíneos e impedem que o sangue circule livremente;
  • Diminuir o sal e investir em ervas: Como já mencionado, o sal é considerado um produto muito prejudicial a saúde. Por esta razão, é indicado diminuir o seu consumo e apostar mais em ervas e especiarias que possam substituí-lo no preparo dos pratos;
  • Trocar carboidratos por verduras: Vegetais e legumes são ótimas opções para o corpo, pois carregam diversos nutrientes que contribuem com a saúde do organismo. Já os carboidratos em excesso facilitam o ganho de peso e prejudicam a qualidade de vida do paciente.

Veja mais!