Publicado por Redação

A nutricionista Anita Vieceli especializada em nutrição clínica e esportiva, com experiência em reeducação alimentar individualizada, esclarece informações incríveis sobre o feno grego. A especialista fala para que serve e como usar esse alimento.

Ele pode ser utilizado como tempero, em molhos, saladas e sopas. Fique atento às dicas da nutricionista para que você pode possa incluir esse ingrediente nas duas receitas do dia a dia.

Benefícios do feno grego

Homens e mulheres podem desfrutar dos inúmeros benefícios desse alimento

Alimento é capaz de combater inúmeros males tanto no organismo feminino como masculino (Foto: depositphotos)

O feno grego pode ser utilizado para combater a anemia, febre, problemas digestivos, respiratórios, diabetes, insônia e inflamações.

Seus benefícios se estendem também para os cuidados com a beleza, como caspa no cabelo e cicatrizes de feridas.

Em seu site, Anita Vieceli explica: “a maioria destes benefícios do feno grego é devido à presença de saponinas e da fibra. O feno grego também é utilizado para a cura de ervas. As suas sementes contêm uma substância resinosa chamada mucilagem. Misturada com a água, a mucilagem expande-se e torna-se um calmante gelatinoso para os tecidos irritados”.

Reduz os desconfortos femininos

Feno-grego ajuda a reduzir os efeitos da menopausa

Menopausa é um dos males no organismo feminino que o feno-grego ajuda a diminuir (Foto: depositphotos)

Se você sobre com TPM e todos os sintomas relacionados à menstruação, o feno grego pode ajudar a aliviar os incômodos. Assim também para as mulheres que estão atravessando a menopausa.

“O feno grego contém diosgenina e isoflavonas de estrogénio, que são semelhantes a hormônios sexuais femininos, o estrogênio. A perda de estrogénio provoca os sintomas da menopausa. Então, comer feno-grego ajuda a reduzir os sintomas da menopausa”, ressalta Vieceli.

Diminui o risco de problemas vasculares

Problemas cardiovasculares podem ser facilmente reduzidos quando consumido o feno-grego

Consumir o feno-grego é sinal de menos chances de problemas cardiovasculares (Foto: depositphotos)

De acordo com o artigo da especialista, a semente de feno grego contém 25% de galactomananos, que é uma fibra natural solúvel que diminui o risco de doenças cardiovasculares.

Isso acontece também quando esse alimento atua na redução do colesterol LDL, ou seja, o colesterol ruim, que provoca o entupimento das veias.

Combate a diabetes

Com o feno-grego, dê adeus para a diabetes

Controle ou evite a diabetes fazendo uso do feno-grego (Foto: depositphotos)

As pessoas que vivem controlando os níveis de glicose no sangue, podem incluir o feno grego no seu cardápio.

Além disso, aquelas que estão no grupo de risco da diabetes, tipo II, podem prevenir o seu aparecimento com a forcinha do feno grego.

“Um estudo feito por pesquisadores indianos mostrou que o feno grego adicionado à dieta de um paciente de diabetes tipo I, ajuda a libertar açúcar na urina em 54 por cento. Devido à presença das fibras naturais do galactomanano, o feno grego diminui a taxa de absorção do açúcar no sangue. Um tipo de aminoácido no feno grego induz a produção de insulina, portanto, é recomendado consumir diariamente entre 15 a 20 gramas de feno grego para controlar o açúcar no sangue”, explica a nutricionista clínica e esportiva.

Outros problemas de saúde

O feno grego serve ainda para aliviar problemas de garganta inflamada, tosse excessiva e constipação intestinal ou diarreia.

Outra utilidade nobre da leguminosa, segundo a nutricionista, é que ele é capaz de evitar o câncer do cólon.

“O feno grego possui um potencial anticâncer, graças à presença do esteroide diosgenina que previne o câncer do cólon”. Além disso, pessoas que querem perder peso, podem ingeri-lo pois vai ter menos apetite durante o dia.

Veja mais!