Publicado por Michelle Nogueira
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

O kiwi é uma fruta de aparência exótica, e seu nome foi inspirado por uma ave também exótica e homônima, o pássaro kiwi da Nova Zelândia, que não voa, é pequeno e tem pelagem castanha. É uma fruta originária da China, e os benefícios de seu uso já eram conhecidos há séculos. No entanto, chegou aos Estados Unidos apenas em 1962, quando se espalhou rapidamente pelo restante do mundo. Sua “fama” não foi erguida à toa: essa fruta possui propriedades excelentes para a manutenção de uma boa saúde, sobretudo no combate ao diabetes e às células causadoras do câncer.

Segundo uma pesquisa realizada pela Food and Druy Administration ( FDA – US), nos Estados Unidos, foi comprovado que o kiwi não possui nenhum teor de colesterol, além de ser uma rica fonte de vitamina C, B6, E, niacina, potássio, magnésio, fosfato, cobre e fibras dietéticas. Seus ativos funcionam como laxativos, antioxidantes, anti-inflamatórios e anticancerígenos. Melhora também o sistema imunológico, equilibra a pressão arterial e ainda retarda o envelhecimento. Além disso, possui sabor e formato únicos, o que desperta a curiosidade das crianças.

O consumo, apesar de indicado, deve ser feito com cautela. Ele possui grandes quantidades de oxalato, uma enzima comum em muitas plantas e animais. Quando ingerido de forma demasiada, o oxalato, por não ser metabolizado pelo organismo humano e, portanto, é excretado pela urina, pode cristalizar e causar problemas à saúde, como os cálculos renais. É contra indicado o consumo do kiwi por pessoas com problemas nos rins e vesícula.

Conheça a fruta capaz de combater células cancerígenas e o diabetes

Foto: Pixabay

Benefícios do kiwi

  • É ótimo para pessoas diabéticas, pois está na categoria baixa do índice glicêmico, e, portanto, não dispara o açúcar no sangue. Sua carga glicêmica está em quatro, sendo assim o consumo seguro.
  • O kiwi é a fruta mais alcalina que existe, o que o torna extremamente rico em minerais, podendo assim substituir o consumo de frutas mais ácidas. Quando um organismo está equilibrado em seu teor alcalino/ácido, vários benefícios para a saúde são observados, como uma pele mais jovem, diminuição da ocorrência de resfriados, artrites, osteoporoses, aumento na energia física e um sono mais profundo.
  • Também protege o ADN das células dos danos oxidativos, o que segundo alguns cientistas, pode reduzir o risco de criação das células cancerígenas. Essa proteção é possível graças à combinação única dos antioxidantes presentes no kiwi.
  • A fibra contida nessa fruta ajuda na eliminação de toxinas do trato digestivo, além de evitar problemas como a obstipação. Esse teor elevado de fibras junto com a actinidia, que é uma enzima que ajuda na digestão e dissolve as proteínas, também auxilia no emagrecimento, pois evita o armazenamento de gordura.
  • Segundo pesquisas, comer de dois a três kiwis por dia é excelente para prevenir doenças cardíacas. Ele possui efeitos anticoagulantes, que diminuem potencial de coagulação até 18% e os triglicerídeos em 15%. Funcionam da mesma forma dos medicamentos, mas sem os efeitos colaterais, como o sangramento intestinal.
  • O consumo dessa fruta protege contra a degeneração muscular, uma das principais causas de perda de visão nos idosos. Um estudo realizado com cerca de 110 mil homens e mulheres comprovou que comer três ou mais kiwis por dia diminui em 36% a degeneração muscular. Esse estudo ainda mostrou que essa fruta contém elevados níveis de zeaxantina e luteína, ambos compostos químicos naturais encontrados nos olhos dos seres humanos.

Veja mais!