Publicado por Anderson Pereira

Além de serem grandes fontes de nutrientes e ter um ótimo sabor, frutas cítricas são, sem dúvidas, uma boa pedida quando se trata de uma maneira saudável de se refrescar durante o verão, afinal de contas, grande parte delas contêm significativa quantidade de água.

Além de poderem ser consumidas in natura, ainda é possível fazer vários tipos de sucos e até mesmo a famosa caipirinha, para aqueles que gostam de bebidas alcoólicas.

Infelizmente, mesmo sendo praticamente inofensivas, ainda se deve ter um cuidado com esses tipos de frutos, pois o seu sumo e, principalmente, suas cascas podem possuir um grupo de substâncias conhecidas como furocumarinas.

Frutas cítricas podem representar perigo no verão! Entenda

Foto: depositphotos

Esse grupo de compostos possuem ação fotossensibilizante, ou seja, absorvem uma grande quantidade de radiação solar (raios UVA e UVB).

Se a pele humana entrar em contato com alguma das substâncias furocumarinas e se expôr ao sol, pode causar uma enfermidade chamada fitofotodermatose ou fitofotodermatite, que é uma inflamação na pele que causa manchas avermelhadas, principalmente nas mãos, pescoço e boca, e podem vir acompanhadas de ardência ou coceira. Em casos mais graves, podem aparecer manchar escuras com bolhas. As queimaduras normalmente aparecem 24 horas após o contato com o alimento e dependendo de sua intensidade, elas podem levar vários meses até desaparecer completamente.

Apesar de ser comumente relacionada a frutas cítricas, a fitofotodermatite é causada por substâncias furocumarinas, que também estão presentes na cenoura, aipo, salsinha, coentro, erva-doce e plantas, como: a erva-de-são-joão e o picão.

Prevenção

  • Evite mexer em frutas cítricas enquanto estiver exposto ao sol;
  • Evitar o consumo de produtos derivados de cítricos (caipirinha, limonada, sucos e picolés), enquanto está em contato direto com a luz solar;
  • Se mexer com alguma fruta cítrica ou produto derivado, lave bem as mãos, a boca ou qualquer outra parte do corpo que tenha entrado em contato com os mesmos;
  • Evite o uso de bronzeadores caseiros, principalmente aqueles que tem como matéria prima as folhas de figo;
  • O uso de perfumes também pode causar um quadro semelhante. Evite o seu uso em partes expostas;
  • Frutas como a tangerina, manga, laranja, figo verde e nabo podem manchar a pele.

Tratamento

O melhor tratamento é obviamente a prevenção, mas no caso do aparecimento de sinais de vermelhidão na pele, o recomendado é procurar um médico dermatologista para que ele possa fazer o diagnostico correto de como tratar as queimaduras.

A fitofotodermatite normalmente é tratada com o uso de pomadas corticoides e hidratantes para pele. O uso de filtros solares na região afetada também é muito importante para que o quadro não piore.

Veja mais!