Publicado por Camila Albuquerque
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Você já ouviu falar da Guaçatonga? O nome pode até ser estranho (em todos os sentidos) para você, mas essa planta já é utilizada há muito tempo pelos indígenas, que descobriram suas propriedades medicinais e as usam a seu favor – servindo desde casos de problemas de pele, até mordidas de cobras. Ela recebe o nome científico de Casearia sylvestris e é popularmente conhecida como bugru-branco, café-bravo, café-do-brejo ou café-do-diabo.

Guaçatonga - Propriedades desta planta

Foto: Reprodução

Já que é facilmente encontrada em território brasileiro (desde a Bahia até o Rio Grande do Sul), atualmente, a Guaçatonga é amplamente utilizada como principal ingrediente na produção de remédios homeopáticos, cremes fitoterápicos e no tratamento das indesejáveis herpes labial e aftas.

Propriedades da guaçatonga

  • Cicatrizante
  • Depurativa
  • Calmante
  • Sudorífera
  • Tônica
  • Cardiotônica
  • Diurética
  • Estimulante
  • Afrodisíaca
  • Anestesiante
  • Antiespasmódica
  • Anti-hemorrágica
  • Antimicrobiana
  • Antipirética
  • Antirreumática
  • Antisséptica
  • Antiúlcerogenica
  • Imunoestimulante

Tendo essa diversidade de propriedades, é natural que a guaçatonga seja indicada em inúmeros casos, atuando em: paralisia, reumatismo, sapinho, herpes, hemorragias, inflamações, inchaços nas pernas, ácido úrico, aftas de todos os tipos, artrite, dores no peito, diarreia, eczemas, picadas de variadas cobras, circulação, hematomas, perda de albumina, hidropisia, picadas de variados insetos, micose, sífilis, obesidade, úlceras e sarnas.

Como consumir a guaçatonga

  • Compressa: recomendada para problemas na pele, a compressa de guaçatonga pode ser preparada fervendo 30g da planta, com 10g de folhas de confrei em um litro de água, durante 10 minutos. Depois, pode ser facilmente aplicada no local desejado.
  • Xarope: o tradicional xarope é indicado para as aftas. Basta triturar folhas de guaçatonga com álcool e aplicar esta solução sobre as aftas desejadas.
  • Chá: o chá de guaçatonga é indicado para problemas digestivos e para os diversos tipos de úlceras. Pode ser preparado com 10g de guaçatonga em 200ml de água fervente, deixando em infusão. 2 xícaras por dia é o recomendado.

Contraindicações e efeitos colaterais da guaçatonga

Como qualquer planta normal, a guaçatonga também pode ter suas contraindicações e seus efeitos colaterais, que – caso existam – sempre devem ser levados em conta quando alguém pensa em consumi-la.

Quanto às contraindicações: As mulheres grávidas ou em fase de lactação devem evitar o uso da planta, pois a guaçatonga estimula as contrações uterinas, podendo ocasionar num indesejável aborto espontâneo.

Efeitos colaterais: Felizmente, ainda não existem registros de efeitos colaterais causados pela guaçatonga ou uma superdosagem da mesma. Contudo, evite utilizá-la em excesso, por precaução, já que nenhuma planta ou sequer remédio é recomendado nessa dosagem.

Veja mais!