Publicado por Camila Albuquerque
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Nos animais ou nas plantas, os ovários são os órgãos responsáveis pela produção dos gametas femininos. No ser humano, trabalham em conjunto (um par), para produzir esses gametas, que posteriormente, podem ser fecundados ou não pelo gameta masculino (conhecido como espermatozoide). Portanto, qualquer mulher que deseja ser mãe pelo “método tradicional”, deve ter os ovários funcionando bem.

Quanto à aparência, um ovário é bem semelhante a uma amêndoa em suas dimensões, e são presos ao útero pela chamada cavidade pélvica, logo abaixo das tubas uterinas. Além da produção dos gametas femininos, os ovários também são responsáveis pela produção de dois hormônios básicos para a maturação do corpo feminino: o estrogênio (define formação de pelos, curvas e tom de voz durante a adolescência) e a progesterona (transforma o corpo da mulher quando a mesma engravida). Sabendo disto, é fácil concluir a importância dos ovários. Contudo, tanto eles quanto as tubas uterinas às vezes podem sofrer com inflamações – que precisam ser tratadas o quanto antes. Essas inflamações são causadas por bactérias, que embora nocivas, podem comprometer a ação reprodutora das mulheres. Confira mais detalhes.

Sintomas de inflamação nos ovários

  • Dores incomuns durante ou após o ato sexual.
  • Infertilidade temporária.
  • Diarreia.
  • Dores agudas na chamada região pélvica durante as cólicas menstruais – que pode ser de forma crônica.
  • Sangramentos vaginais.
  • Problemas ao urinar – no caso, dificuldade de realizar tal ato com facilidade.
  • Febre, mal-estar e vômitos.

O diagnóstico

O diagnóstico deverá ser feito por um médico, não é possível concluir sozinha que está com ooforite (inflamação nos ovários). Além de pedir um hemograma completo, ele também deverá observar a presença ou a ausência de alguns sinais comuns a toda Doença Inflamatória Pélvica (DIP).

O tratamento

Inflamação dos ovários – Tratamentos naturais e sintomas

Foto: Reprodução

O tratamento pode ser feito com antibióticos recomendados pelo médico.

Há também a possibilidade de usar o poder da natureza para ajudar no tratamento da inflamação dos ovários. Conheça alguns métodos:

  • Beba um copo de chicória em jejum.
  • Substitua uma de suas refeições por melão, comendo a fruta em desjejum durante dois meses.
  • Faça a semana do chá: tome doses de infusão por quatro semanas. 1ª semana – chá de tanchagem e cavalinha. 2ª semana – chá de mil-em-rama e dente-de-leão. 3ª semana: chá de camomila e chapéu-de-couro. 4ª semana – chá da planta agoniada. Tome de 2 a 3 xícaras do chá recomendado por dia.
  • Sente em água morna durante 15 minutos antes de dormir. Esses banhos ajudam a eliminar bactérias.
  • Aplique cataplasmas de argila no abdome por duas horas, isso ajuda a aliviar a dor.

Veja mais!