Publicado por Wanessa Galvão
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Guapê no Paraná, Brinco de Viúva ou Azeitona-Preta, na Região Nordeste do Brasil, e jamelão na maior parte do país. É assim que é chamado o fruto que atende pelo nome de jambolão. O fruto que tem diversas utilidades, desde a tintura de roupas até o combate ao câncer de estômago, é originário de um país distante do Brasil, mas se adaptou muito bem aqui graças ao nosso clima.

Jambolão - Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

O fruto

Árvore que produz o fruto jambolão, de nome científico Syzygium Cumini Lamarck, é da mesma família da pitanga e da goiaba e chega a atingir cerca de 10 metros de altura quando chega a maturidade. Originaria do Sul da Ásia e das regiões australianas, a árvore possui frutos que no formato lembram azeitonas e ficam com uma coloração roxa quando maduros. No nosso país, a árvore se adaptou melhor na Região Nordeste, graças a seu clima quente. É mais comum consumir o jambolão in natura, mas com ele também é possível preparar uma diversidade grande de pratos.

Os benefícios

Várias doenças são combatidas com o consumo frequente do jambolão, mas o maior benefício é a diminuição nos níveis de glicose no sangue e na urina. Os diabéticos são as pessoas mais indicadas para realizar tratamentos com a fruta, que, segundo estudos recentes, possui também a capacidade de “matar” células leucêmicas.

Problemas vasculares também são evitados quando se come jambolão diariamente, assim como doenças crônicas e o envelhecimento precoce das células. Alguns compostos antioxidantes encontrados na fruta protegem o organismo dos agentes que podem causar futuramente um câncer no estômago ou nos intestinos.

O poder adstringente do jambolão também é bem conhecido e a fruta, bem como o chá feito com suas sementes, é indicada até para pessoas com diarreia.

Como consumir o jambolão

É mais indicado o consumo do jambolão in natura, pois conseguimos nos beneficiar de todas as propriedades medicinais que ele contém. Mas está se tornando muito comum também o consumo da fruta em compotas e doces, que devem ser consumidos com cautela pois contém açúcar. Vinhos, geleias e tortas também podem ser feitas com a fruta, que é aproveitada até na fabricação de vinagres especiais.

Um chá também pode ser feito com as sementes da fruta: Esmague em uma caneca duas colheres de chá de sementes e despeje água previamente fervida por cima. Tampe a xícara e deixe a infusão descansando por dez minutos. Beba três vezes ao dia, sem adoçar.

Veja mais!