Publicado por Natália Petrin
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Vegetal crucífero de nome científico Lepidium meyenii, a maca peruana é nativa da região andina do Peru. Também conhecida como maca e maca andina, a maca peruana é um tubérculo de formato semelhante ao de um rabanete, mas que consuma, ao contrário deste, ser consumida em pó ou em cápsulas. Há muitos anos a planta tem sido usada como medicamento natural para tratamento de problemas de fertilidade pelos índios, que a consideravam como um potente afrodisíaco. Era usada não apenas em pessoas, mas também nos animais para fins reprodutivos.

Maca peruana - Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

Propriedades e benefícios

Rica em vitaminas, minerais – principalmente zinco, cálcio e ferro -, fibras, vitaminas A, C, D, E e do complexo B e muitos outros nutrientes, a planta possui muitas aplicações medicinais. A planta possui efeito afrodisíaco e, segundo um estudo que foi publicado no Asian Journal of Andrology, ela pode aumentar ainda a produção de sêmen, além de aumentar o desejo sexual reduzindo os níveis de estresse e ansiedade. Por conter fibras, auxilia ainda no processo de emagrecimento, uma vez que reduz o apetite e aumenta a saciedade. No entanto, para este benefício, é preciso que o consumo esteja associado à uma alimentação adequada.

O ômega 3, presente na maca peruana, ajuda a proteger a saúde cardiovascular com efeito vasodilatador e controlador do colesterol. O consumo pode ajudar ainda no tratamento da anemia, uma vez que a planta é rica em ferro, e também ajuda a trazer um efeito revigorante. Com altos níveis de cálcio, a tuberculosa auxilia ainda na prevenção da osteoporose.

Entre seus benefícios se encontram ainda a ação como redutor dos efeitos da menopausa, diminui o cansaço e fornece energia ao organismo.

Como consumir?

O tubérculo pode ser encontrado para venda na forma de pó ou em cápsulas em lojas de produtos naturais e em farmácias de manipulação. Recomenda-se que sejam consumidas de 1 a 2 colheres de sopa da versão desidratada – em pó – ou nas capsulas, em média 500 mg ao dia. Quando em pó, você pode consumir inserindo as duas colheres em iogurtes, sopas, batidas, frutas, leite entre outras opções.

Contraindicações e precauções

Quando encontrada na forma de cápsulas, a maca peruana não possui efeitos colaterais ou toxicidade, no entanto recomendamos que sempre antes de fazer consumo de medicamentos, mesmo naturais, você consulte um médico.

Veja mais!