Publicado por Katharyne Bezerra
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Na sociedade existem diversos tipos de formas do conhecimento, a exemplo do empírico e o científico. O primeiro diz respeito aos saberes populares, as histórias criadas pelas pessoas. Já o segundo se refere ao conhecimento provindo da ciência, que tem bases comprovadas por meios científicos. O mito com relação ao ato de comer manga e beber leite fazer mal à saúde é um dos clássicos do conhecimento empírico, pois nada mais é do que uma crença originada na época do Brasil Colonial.

Como surgiu esse mito?

Quando o Brasil ainda estava sob o domínio de Portugal, as desigualdades eram ainda mais acentuadas. De um lado a corte portuguesa e a burguesia, do outro os escravos. O que os ricos consumiam acabavam passando longe dos pratos dos pobres, exemplo disso ocorria com o leite. Um produto extremamente caro que era consumido pela alta sociedade da época. Já as mangas eram frutas abundantes pelo território brasileiro e por isso serviam de alimento para os escravos.

Mulher segurando copo com leite

Foto: Depositphotos

Frente a isso, os senhores de terra, para evitar que os escravos também consumissem o leite, soltaram um boato que acabou se tornando “verdade” para a população: beber leite e comer manga fazia muito mal à saúde. E esse mito acabou se propagando até os dias atuais, sobretudo pela boca dos mais velhos.

A mistura faz bem

Ao contrário do que muita gente acha, a mistura entre o leite e a manga só traz benefícios à saúde de quem consome. Enquanto a fruta é rica em fósforo, cálcio, ferro, lipídios e proteínas. O leite tem altos níveis de proteína, cálcio, vitaminas A e D, riboflavina, fósforo e magnésio. Ou seja, a combinação desses ingredientes garante ao consumidor doses forte de nutrientes e sais minerais indispensáveis para o organismo. Portanto, pode aproveitar a mistura em sucos e vitaminas, assegurando uma saúde de ferro.

Veja mais!