Publicado por Natália Petrin
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Mangaba é o fruto da mangabeira, árvore de nome científico Hancornia speciosa que pode chegar aos dez metros de altura. Típica das caatingas, a árvore também pode ser encontrada no cerrado, além de ser mito comum no litoral do Nordeste, onde tem sofrido com o desmatamento.

Mangaba - Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

Com larga e arredondada copa, a árvore é usada ainda, em períodos de florescimento, como forma de sombra fresca. Resistente à seca, a planta cresce bem mesmo em solos pobres e sem nutrientes, e seu fruto pequeno tem o formato semelhante ao da pera, além de polpa cremosa e suculenta. Suas sementes, achatadas, são encontradas no interior da polpa branca. A árvore floresce entre os meses de agosto e novembro, mas podem florescer também antes do tempo, dependendo da região. Os frutos são colhidos, em sua maioria, entre outubro e abril.

Benefícios e propriedades

Rica em vitamina C, a fruta possui ainda teor de proteína entre 1,3 e 3%, além de ser rica em ferro, cálcio, vitaminas A, B1 e B2. Seu uso é eficaz na regulação da pressão arterial, uma vez que possui ação vasodilatadora e, além disso, pode ser usada ainda para tratar gripes, problemas renais, cólicas menstruais, diabetes e colesterol alto. A infusão, feita com as cascas da mangaba, pode ser usada para curar problemas do fígado e do baço, além de icterícia. Possui ação anti-hipertensora, anti-ulcerogênica, digestiva e laxante.

Como consumir?

O fruto pode ser consumido in natura, sempre maduro, além de ser usado para produzir geleias, compotas, licores, vinhos, sorvetes e outros alimentos. O leite da mangaba, fornecido pelo tronco e pelas folhas da mangabeira, possui também propriedades medicinais, usadas contra a tuberculose e úlcera. Pode ser consumida ainda na forma do chá das cascas.

Chá de mangaba, como preparar?

O chá pode ser preparado com a proporção de duas colheres de sopa de casca de mangaba para cada meio litro de água. Coloque a água em um recipiente e leve ao fogo. Deixe ferver e, ao começar a borbulhar, adicione as cascas. Deixe no fogo por dez minutos, desligando em seguida. Tampe e deixe a mistura em repouso por mais dez minutos e coe. O ideal é consumir de duas a três xícaras por dia bem gelado.

Contraindicações

Apesar de não ter contraindicações relacionadas aos pacientes, é importante que a mangaba seja consumida apenas quando estiver madura, pois verde pode trazer problemas para a saúde e até mesmo matar.

Veja mais!