Publicado por Katharyne Bezerra
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Insônia é um dos problemas mais comuns na sociedade atualmente, tendo em vista que as pessoas sempre estão atoladas em afazeres no dia a dia e mal possuem tempo para dormir ou não possuem qualidade de sono, pois ficam ansiosas para resolver determinados assuntos no dia posterior.

Assim, não é só o sono que se perde durante uma noite mal dormida. No dia seguinte a mente fica exausta e pode haver outros sintomas como dores de cabeça ou no corpo. Para quem deseja se livrar destes sinais, o fitoterapeuta André Resende ensina como preparar um chá que promete melhorar a qualidade do sono.

Receita para melhorar o sono

Melhore sua qualidade de sono com este chá

Foto: depositphotos

Ingredientes, tendo em vista que

  • 100 ml de extrato fluido de passiflora (folhas de maracujá);
  • 100 ml de extrato fluido de valeriana;
  • 100 ml de extrato fluido de alecrim;
  • 100 ml de extrato fluido de mulungu;
  • 100 ml de extrato fluido de capim cidreira;
  • 1 xícara de chá de hortelã e erva doce já pronto.

Modo de preparo

Prepare o chá de hortelã com erva doce e deixe-o reservado. Esta bebida, inclusive pode ser feita através da infusão com as folhas de cada erva ou por meio de sachês que já vem pronto  e podem ser encontrados em supermercados com muita facilidade.

Depois que o chá estiver pronto, é o momento de preparar a mistura dos extratos. Para isso, basta colocá-los em um recipiente e misturá-los. Em seguida, com uma colher (de sopa) pegue a substância e acrescente a bebida feita anteriormente, mexa e sirva.

Você pode ingerir esta bebida uma vez por dia e de preferência no período noturno, próximo ao horário de dormir. Além dos itens já mencionados, não se acrescenta nenhum ingrediente a mais, principalmente se este for açúcar, adoçante ou mel.

Cuidados essenciais

Como trata-se de um produto natural, algumas pessoas costumam abusar sem receio. Porém, este chá não deve ser ingerido mais de uma vez ao dia, pois como ele relaxa o indivíduo pode ocorrer do excesso causar reações adversas que atrapalhe as condições físicas do paciente ao ponto de provocar prejuízos no trabalho ou em outras atividades que exija força e concentração.

Veja mais!