Publicado por Débora Silva
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

O algodão vem da planta denominada algodoeiro, sendo originário da Índia. No Brasil, o algodão é produzido na Bahia, São Paulo e Paraná, na forma de caroço (semente). É desta semente que o óleo de algodão é extraído. Confira a seguir as propriedades e os benefícios deste óleo alimentício rico em antioxidantes.

Óleo de algodão

Foto: Reprodução

Propriedades e benefícios do óleo de algodão

São várias as opções de óleos saudáveis que utilizados na cozinha, dentre os quais podemos citar o óleo de canola, óleo de girassol, óleo de coco, óleo de abacate e o azeite de oliva. Mas você sabia que ainda há mais uma opção saudável? É o óleo de algodão.

De cor dourada e sabor que lembra levemente a castanha, o óleo de algodão é rico em vitamina E e em gorduras benéficas ao coração. A vitamina E é essencial no combate aos radicais livres, ao envelhecimento das células e contribui para manter as defesas do organismo. O óleo de algodão possui um ponto de fusão maior comparado a outros óleos, ou seja, ele aguenta mais as altas temperaturas sem que haja perda em sua qualidade.

O óleo de algodão é extraído da semente (também conhecida como caroço do algodão) e é fonte de Ômega 3 e 6, além de possuir uma combinação de ácidos graxos saturados e insaturados que auxiliam na saúde da pele. A ausência de ácidos graxos essenciais pode deixar a pele ressecada e descamada. Entre os ácidos graxos essenciais está o ácido linoleico, que ajuda no combate aos ressecamentos e descamações cutâneas.

Como utilizar?

Na culinária, o óleo de algodão pode ser usado na preparação de saladas, maioneses, molhos e marinados. Lembre-se que nunca devemos reaproveitar os óleos e devemos evitar as frituras, pois ao serem aquecidos em altas temperaturas, os óleos tornam-se maléficos à saúde. Os benefícios do óleo de algodão são melhores aproveitados se for ingerido, mas também é possível utilizá-lo como lubrificante, na iluminação de ambientes e na fabricação de cosméticos e remédios, além de sabões e graxas. Caso você não encontre o óleo de algodão de forma alguma, pode substituí-lo pelo de mamona ou de soja.

Cuidados

Geralmente, o óleo de algodão não causa reações adversas. Contudo, podem ocorrer alguns casos de alergia. Por esse motivo, é bom realizar um teste de sensibilidade com o produto: aplique um pouco do óleo na parte interna do braço e aguarde 60 minutos. Caso algum sinal de irritação apareça, suspenda o uso.

Veja mais!