Publicado por Redação

Os óleos vegetais são gorduras extraídas das plantas, geralmente das sementes. A maioria deles é utilizado na culinária, também podem ser utilizados para fins farmacêuticos, cosméticos, industriais e até como combustível para veículos.

Essa substâncias são fundamentais, pois são importantes para a formação das membranas da células e para os hormônios. Elas também fornecem energia e ácidos graxos essenciais, além de auxiliar na absorção de vitaminas lipossolúveis com A, D, E e K. Porém isso não é desculpa para sair comendo frituras.

Quando aquecido a temperaturas superiores a 180º, grande parte dos óleos começam a se degradar e liberar substâncias que são nocivas ao nossos organismo, sendo a principal delas a acroleína, que destrói as fibras elásticas das artérias, fazendo com que elas fiquem rígidas e não tenham um bom fluxo de sangue, além de irritar a mucosa estomacal.

Esses óleos devem ser utilizados para refogar, assar alimentos ou regar saladas, mas com moderação, pois óleos tem em média 90 calorias por colher de sopa.

O ideal é que sejam utilizados vários tipos de óleo, variando de tempos em tempos. Conheça abaixo alguns tipos de óleo e o que eles tem a oferecer para sua saúde.

Óleo de amêndoa doce

Os 4 tipos de óleos mais indicados para a culinária e para a saúde

Fotos: depositphotos

Rico em vitamina E, o óleo de amêndoa doce é um é utilizado para evitar estrias na pele, além de ser um forte aliado ao combate de radicais livres. Ele é rico em fósforo, ferro e vitaminas do complexo B. Ele deve ser consumido sempre frio e por ter um sabor ligeiramente doce, ele combina com saladas de frutas e sobre peixes, estando eles prontos.

Óleo de amendoim

Tem uma grande quantidade de gorduras monoinsaturadas, que são aquelas que ajudam a proteger o tecido cardíaco. Assim como o óleo de amêndoa doce, também é rico em vitamina E, e possui todos os seus benefícios. Ao contrario da maioria dos óleos, o de amendoim não se degrada ao chegar a 180º, o que o torna mais viável para fazer frituras ou alimentos assados.

Óleo de soja

Possui fitoesterois, que ajuda a reduzir o mal colesterol,  isoflavonas, que são poderosos aliados contra a esclerose nas articulações e terpenoides, que são agentes que nos protegem dos radicais livres, os agentes causadores do câncer. O óleo de soja pode ser fervido e vai muito bem com refogados e grelhados.

Azeite

É famoso por seu papel na proteção do coração e por diminuir a gordura abdominal, já que este aumenta a produção do colesterol bom, o HDL. É rico em antioxidantes, o que além de retardar o envelhecimento deixando a pele mais jovem, também atua no combate dos radicais livres, causadores do câncer. Ele vai muito bem com saladas, carnes e massas.

Veja mais!