Publicado por André Luiz Melo
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Semelhante a um musgo, o licopódio é um vegetal característico com talos rasteiros que medem de um a dois metros de extensão e que, com suas finas raízes, cresce e se desenvolve em solos de florestas. Esta planta é dotada de caules ramificados e que, geralmente, brota apenas em locais de bastante intensidade dos raios do sol, como em bosques e margens desses, sempre acima de 600 metros.

Benefícios e propriedades medicinais do licopódio

Este vegetal é bastante indicado para pessoas que sofrem de problemas como reumatismo, gota, prisão de ventre e hemorroidas. Outros transtornos que afetam a saúde humana, a exemplo de feridas e cicatrizes extensas, contusões, varizes, hepatite, cólicas, nefrite, cálculos renais, doenças genitais e no sistema urinário e úlceras também podem ser tratados a partir do consumo do licopódio e seus preparos derivados.

Contraindicações do licopódio

Indivíduos que facilmente passam por transtornos intestinais que resultam em diarreia devem ter bastante precaução na hora de consumir o licopódio e seus preparos derivados. Além disso, pessoas que sofrem de cãibras intestinais, sobretudo, também devem ficar atentas ao consumo desse vegetal. Vale ressaltar que essa planta, para ser consumida, nunca deve ser fervida, mas sim escaldada em água fervente.

Os benefícios da planta licopódio

Foto: Reprodução/ internet

Formas de consumo

Infusão

Adicione em um recipiente uma colher de chá bem cheia da planta licopódio. No mesmo recipiente deve-se colocar 1/4 de litro de água fervente. Feito isso, deixe a mistura repousar por até 10 minutos. Em seguida, você pode tomar uma xícara e armazenar o restante para o dia seguinte. Recomenda-se ingerir apenas uma xícara ao dia, preferencialmente antes do café da manhã. Somente pessoas que sofrem de problemas como cirrose ou doenças graves no fígado deve fazer o consumo de duas xícaras ao dia.

Banho de assento

Coloque em um meio balde com água morna 100 gramas da erva fresca ou seca e deixe repousar por até 10 minutos. Passado esse tempo, a mesma deve ser aplicada no corpo de forma que contemple, sobretudo, a área dos rins.

Almofadinha

Separe de 100 a 300 gramas da planta licopódio seca e coloque dentro de uma almofadinha. Feito isso, a mesma deve ser aplicada na região afetada durante o período noturno. Vale ressaltar que esta almofadinha é capaz de conservar as propriedades medicinais da erva por até um ano.

Veja mais!