Publicado por Natália Petrin
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Curcuma zedoaria, comumente conhecida simplesmente como zedoária, é uma planta da família das zingiberaceae, e apareceu inicialmente na Índia Oriental, chegando pelas mãos dos colonizadores ao Brasil em meados do século XVI. A planta começou a ser cultivada por aqui, adaptando-se bem ao local e acabou se tornando bastante conhecida devido às diversas propriedades medicinais benéficas ao organismo humano.

A planta possui longas folhas esverdeadas com marcas arroxeadas ao centro, e as flores têm um formato de espiga na coloração verde e roxa. O sabor é picante e levemente amargo.

Sua reprodução é feita por pedaços do rizoma que possuem gemas e devem ser plantados em solo argiloso e fértil, em regiões com clima temperado e úmido. Para colher o rizoma, é importante esperar a época em que a planta perde a sua parte aérea, logo após a floração. Nesse período, normalmente, a planta apresenta pigmentos azuis.

Benefícios e propriedades

Planta zedoária: benefícios para a saúde do corpo

Foto: Reprodução/ internet

A planta possui diversas propriedades que são responsáveis por inúmeros benefícios à saúde quando consumidas. Entre essas propriedades estão sua ação como aromática, antifúngica, antisséptica, antiasmática, antirreumática, antidispéptica, antiflatulenta, antioxidante, carminativa, colérica, digestiva, estimulante, estomáquica, emenagoga, febrífuga, hepatoprotetora, hipocolesterolêmica e renais.

Graças a isso, pode ser usada para o tratamento e alívio de diversas doenças respiratórias, como por exemplo, tosse, gripe, resfriados, bronquite e asma, além de combater infecções urinárias, distúrbios menstruais, cólicas, distúrbios gastrointestinais, colesterol alto, cálculo biliar, tratar a insônia e a ansiedade, assim como a hiperatividade e tratar cálculos renais, gastrite, hepatite e úlcera gástrica.

Aumenta também a eficiência dos tratamentos radioterápicos e quimioterápicos quando for ingerida em conjunto com os medicamentos usados para estes tratamentos e ajuda a reduzir o mau hálito.

Como preparar e consumir o chá?

As partes usadas para o preparo do chá são os rizomas, que podem ser facilmente encontrados em grandes farmácias e lojas de produtos naturais. Para preparar, você vai precisar de:

– 2 colheres das de sopa dos rizomas de zedoária
– 1 litro de água

Em um recipiente, coloque a planta e a água e leve ao fogo. Quando começar a ferver, marque no relógio 10 minutos e então desligue. Tampe e deixe a mistura abafada até amornar, por cerca de 15 minutos. Depois disso, basta coar e consumir. A dose indicada é de duas xícaras ao dia.

Contraindicações e efeitos colaterais

A planta apresenta algumas contraindicações, não devendo ser consumida por pacientes gestantes e lactantes, ou ainda crianças pequenas. Quando consumida de forma excessiva, pode causar úlceras, assim como irritações da mucosa estomacal, trazendo à tona sintomas como diarreias, vômito e mal-estar. É contraindicado, também, consumir a planta em ambientes externos com exposição ao sol. Isso porque a planta é fotossensível.

Veja mais!