Publicado por Débora Silva
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

A polígala é uma planta herbácea, de nome científico Polygala senega, que geralmente atinge de 20 a 30 centímetros de altura e pertence à família Polygalaceae. A planta caracteriza-se por possuir uma raiz grossa, com caules lisos e flores que possuem umas espigas de cor branca, e suas folhas de cor verde, que podem alcançar até cinco centímetros de largura. O nome “Polygala” é a junção das palavras de origem grega “poly” (muito) e “gala” (leite), sendo uma referência às propriedades lactantes da planta, que aparecem quando utilizada como infusão.

Polígala - Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

Propriedades medicinais

  • Expectorante;
  • Diaforético;
  • Silagoga;
  • Emética;
  • Diurética;
  • Estimulante da circulação periférica;
  • Ação contra bronquite asmática, congestão respiratória e outros problemas respiratórios.

Benefícios e indicações de uso

A polígola pode ser utilizada nos casos de tratamento de gripes, resfriados, asma e bronquite crônica e asma brônquica. É interessante nos casos de gripes e resfriados porque é capaz de aumentar a produção de suor, ajudando a eliminar naturalmente o vírus.

A planta também é útil se utilizado de forma externa, atuando contra picadas de insetos, pois ajuda naturalmente a reduzir a inflamação e outros problemas que podem aparecer na pele após uma picada de insetos.

Chá de polígala para congestão nasal

O chá de polígola é utilizado para congestão respiratória e também atua como expectorante natural. Confira a receita a seguir:

Ingredientes

  • Uma colher e meia (sopa) da raiz da polígala;
  • Uma xícara (chá) de água.

Modo de preparo

Leve a água ao fogo e deixe até levantar fervura. Após isso, desligue o fogo e então acrescente a raiz da polígala, e deixe abafando por alguns minutos. Tome uma xícara de chá de três a quatro vezes ao longo do dia.

Precauções

É necessário ter atenção com a quantidade de chá ingerida, pois em doses elevadas, este chá pode provocar vômitos, diarreias e problemas gastrointestinais. Deve ser evitado por gestantes e pessoas que sofrem com gastrite.

Veja mais!