Publicado por Natália Petrin
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

A candidíase vaginal é uma infecção muito comum, especialmente em mulheres durante a fase gestacional, causada pelo fungo Candida albicans. Este, apesar de ser um fungo, faz parte da flora normal da região íntima feminina. A infecção é causada por uso excessivo de antibióticos, diabetes, gestação ou ainda por maus hábitos de higiene, pois acabam facilitando o crescimento ou enfraquecendo o sistema imune. Mas não precisa se assustar: a candidíase possui tratamento. É importante, no entanto, caso a mulher tenha vida sexualmente ativa, o seu parceiro também faça o tratamento, pois apesar de não ser uma DST, o homem armazena o fungo podendo retransmiti-lo para a mulher. Os sintomas mais comuns são corrimento de cor branca – tipo leite coalhado -, coceira intensa, sensação de ardência, dor e ardência durante contato íntimo, inchaço e vermelhidão – todos os sintomas na região íntima feminina.

Remédios caseiros para candidíase vaginal

Foto: Reprodução

Cuidados necessários

Ao apresentar sintomas, procure um médico ginecologista para realizar o tratamento de forma eficaz. Além disso, é importante que tome alguns cuidados como lavar e secar bem a região íntima, usar roupas mais largas e calcinhas preferencialmente de algodão, ingerir probióticos e lactobacilos como o iogurte e não utilizar produtos de higiene íntima químicos.

Remédios caseiros para a candidíase vaginal

Existem, além dos medicamentos químicos, alguns tratamentos naturais para esse problema tão comum entre as mulheres. Muito baratos e sem efeitos colaterais, esses medicamentos ajudam no tratamento aliviando o sintoma e combatendo o fungo.

Iogurte natural

O iogurte natural pode ser usado mesmo em gestantes, pois não prejudica o bebê. Para esse tratamento, use uma embalagem de 125 g de iogurte natural e 1 seringa sem agulha ou 1 absorvente interno. Com a ajuda da seringa, insira o iogurte no interior da vagina duas vezes ao dia, durante um período de três dias. Use o absorvente para evitar que a calcinha fique úmida. Você pode usar, também, o absorvente interno mergulhado no pote de iogurte e inseri-lo na vagina, deixando agir por um período de, no mínimo, três horas.

Água morna e vinagre

Outra forma de tratar o problema é usando 500 ml de água morna e 4 colheres de vinagre. Misture os dois ingredientes e coloque em uma bacia em que você consiga sentar-se. Após lavar a região íntima com água corrente, sente e lave a região interna e externa com essa mistura, e permaneça sentada por um período de, aproximadamente, 15 minutos. Faça o banho de assento de duas a três vezes ao dia.

Veja mais!