Publicado por Katharyne Bezerra
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Quando se está com diarreia ou com vômitos frequentes, perde-se muito líquido e sais importantes na manutenção do nosso organismo. A tendência é se sentir totalmente sem forças, cansado e até com tontura. Os cuidados nessa situação devem ser redobrados, pois são sintomas de desidratação, e caso não seja dada a atenção merecida, o estado pode se agravar, levando o doente à morte.

Em casos de desidratação leve, o corpo pode repor o líquido perdido e também os sais minerais, através de uma solução simples e fácil de se produzir, o chamado soro caseiro. É claro que o líquido preparado em casa não vai tratar da diarreia e do vômito, mas vai repor o líquido perdido, causado por essas inquietações.

Para que serve o soro caseiro?

Como já mencionado, o soro caseiro, em sua composição, ajuda a repor elementos essenciais no organismo do ser humano, responsáveis pelo equilíbrio do corpo. A água, por exemplo, tem como função nutrir as células, garantindo que elas realizem as suas devidas funções.

Saiba para que serve o soro caseiro

Imagem: Reprodução/ internet

Há muitas décadas o soro é utilizado pela sociedade, tanto que é considerado uma das invenções mais importantes do século XX, por ser um aditivo no combate à mortalidade infantil provocada pela desidratação por todo mundo. Por essa razão, o líquido passou a ser recomendado pela Organização Mundial de Saúde(OMS).

Diarreia

A dor na barriga, somada a um mal estar e as fezes amolecidas, configura-se a chamada diarreia, transtorno que afeta muitas pessoas, principalmente crianças. Há várias formas de prevenir essa doença, como por exemplo, lavar as mãos antes de preparar as refeições, após o uso do banheiro ou depois de trocas fraldas. Para a criançada, o ideal é oferecer alimentos frescos, preparados na hora.

Vômitos

O ato de vomitar isoladamente não se configura uma doença, mas se há esse sintoma o corpo tem que ficar em alerta. Geralmente, o ato de vomitar está relacionado a alguma doença, como a dengue, por exemplo, que também possui a diarreia como sintoma. Em casos assim, o indivíduo deve ingerir comidas leves, em pequenas quantidades, mas frequentemente. Sempre acompanhado de água ou do soro caseiro, que vai repor os nutriente expelidos no vômito.

Como preparar o Soro Caseiro

Para elaborar o soro caseiro, você pode usar uma colher específica criada pelo Fundo das Ações Unidas para a Infância (Unicef), ou colher de cozinha que todo mundo tem em casa. O correto é seguir a receita até o final, pois a quantidade errada dos ingredientes pode causar convulsão em crianças que estão em um estado mais grave de desidratação.

Ingredientes utilizando colher de sopa

  • 1 litro de água filtrada, fervida ou mineral engarrafada
  • 1 colher de sopa (bem cheia) de açúcar ou 2 colheres rasas de açúcar (20 g)
  • 1 colher de café de sal (3,5 g)

Ingredientes utilizando a colher criada pela Unicef

  • 2 medidas rasas de açúcar, do lado maior da colher padrão
  • 1 medida rasa de sal, do lado menor da colher padrão
  • 1 copo (200 ml) de água filtrada, fervida ou mineral engarrafada

Modo de preparo

Em ambas situações, a quantidade, fielmente, de sal e de açúcar devem ser adicionadas nos recipientes de água. Depois, basta misturar e, por fim, tomar em pequenas doses pequenas várias vezes ao dia.

Contraindicações do Soro

É importante lembrar que bebês que ainda mamam não devem tomar o soro caseiro, pois o leite materno é essencial. Outra contraindicação são as pessoas que possuem diabetes, umas vez que na solução é usado o açúcar em grande quantidades.

Quem também não deve tomar o soro caseiro são as pessoas, principalmente crianças, que se encontram em um estado avançado da desidratação. Sendo a melhor alternativa levá-los, nos três casos, até uma unidade de saúde mais próxima.

Veja mais!