Publicado por Natália Petrin
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Provenientes da mostarda, planta muito utilizada na culinária, as sementes de mostarda são derivadas de três das mais de quarenta variedades desta planta. A mostarda preta, a branca e a castanha, são usadas para consumo na forma de sementes. A preta, possui um sabor mais aguçado, a branca – que na verdade é amarela – tem sabor mais suave, e é usada para a produção do molho de mostarda amarela. A castanha – amarela escura – possui um sabor amargo e é usada para fazer o molho de mostarda Dijon. As sementes podem ser encontradas para venda tanto inteiras como na forma de pó, têm cerca de 2 mm de diâmetro, e suas cores vão desde o amarelado ao preto.

Semente de mostarda - Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

Há muito tempo as sementes são usadas para tratamento e cura de doenças, e não só para alimentação. Com seus sabores peculiares, as sementes podem ser adicionadas às saladas, molhos, frutos do mar, sopas e carnes, tornando o sabor diferente.

Cultivando

Para plantar as sementes e gerar a planta mostarda, é simples. As sementes de mostarda demoram de cerca de três a dez dias para germinar e desenvolvem-se bem em regiões temperadas. Em 2007, os maiores produtores de semente de mostarda foram o Nepal, Canadá, Mianmar e Rússia.

O chá da semente

Acredita-se que o chá da semente da mostarda, quando consumido, pode ser eficaz no alívio e na cura de problemas físicos – dores musculares ou nas costas –, doenças respiratórias, artrite e menopausa.

O chá pode ser feito com o acompanhamento de erva-doce, canela e, claro, a semente de mostarda. Todos os ingredientes devem ser usados em mesma proporção. Para preparar o chá, adicione todos os ingredientes, inclusive a na água, em um recipiente e leve ao fogo. Ao alcançar fervura, desligue e deixe em infusão por mais alguns minutos. Coe, e consuma todos os dias quente ou frio.

Propriedades

Rica em selênio e magnésio, as sementes de mostarda possuem efeitos anti-inflamatórios, aceleradores do funcionamento do intestino, sendo eficazes no tratamento de problemas respiratórios e no auxílio de dietas. Possuem vitamina A – responsável pela integridade das mucosas e da pele – e B – metabolismo.

Entre suas propriedades benéficas para o corpo humano, encontram-se ainda ácidos graxos, ferro, cálcio, zinco, ômega-3, além de existirem enzimas nas sementes, que auxiliam no combate ao desenvolvimento de células cancerígenas. Devido aos antioxidantes, são auxiliares no combate às dores, e, devido à presença de anti-inflamatórios, também combatem uma enzima que produz inflamação em tecidos e músculos.

Veja mais!