Publicado por Redação

Você sabe como temperar peixe corretamente em casa? Essa carne branca é bastante apreciada por todos, mas nem todo mundo sabe como preparar um peixe saboroso e macio em casa. Por isso, pode acabar desistindo de tentar.

No entanto, os peixes são ótimos alimentos para se adicionar a dieta, já que são ricos em nutrientes benéficos para a saúde. O Ministério da Saúde indica o aumento do consumo desse tipo de carne por ela ser naturalmente rica em ômega 3, vitamina B12, ferro e diversos outros minerais.

Outro benefício para o consumo da iguaria é que são menos calóricas que outros tipos de carne. Além de serem versáteis, já que podem ser preparadas e consumidas de diversas formas diferentes.

Pensando nisso você verá neste artigo quais são os segredos para preparar peixe corretamente em casa. Além disso, veja dicas de temperos prontos para assar e fritar e ainda como se livrar do cheiro forte que permanece nos utensílios após o preparo.

Como temperar peixe em casa

Peixes, de qualquer tipo, são sempre uma boa pedida em almoços e jantares. Especialmente para quem busca novos sabores, aliado a uma refeição mais leve e nutritiva.

Peixe em tábua de madeira

Não tempere o peixe com limão, deixe a fruta para quando for servir o prato (Foto: depositphotos)

Esse tipo de carne costuma ser mais macia e cozinha em menos tempo que as demais. Além disso, cada tipo de pescado requer um tratamento diferente e o uso de sabores que harmonizem com o que há de melhor em cada um.

Existem, no entanto, cinco regras que valem para qualquer tipo de peixe. São dicas do que fazer e do que não usar ao temperar o pescado em casa. Confira a seguir cada uma delas e prepare uma refeição digna de restaurantes.

Não exagere nos condimentos

Quanto mais temperos você colocar em uma carne melhor, certo? Errado. O exagero é um dos principais erros que as pessoas cometem na cozinha.

Isso acontece porque especiarias e ervas que possuem um sabor forte ou quando usadas em excesso acabam “escondendo” o sabor natural do alimento. O peixe já é um tipo de carne que possui bastante sabor.

Por isso, sempre use as especiarias com moderação. Caso sinta que algo é muito forte, você pode dissolver em azeite e usar aos poucos. Esse processo ajuda a amenizar um pouco os sabores, uma vez que tudo o que for usado deve harmonizar com o pescado e não o contrário.

Evite usar limão durante o cozimento

De acordo com a chef Mirian Marcatti, que trabalha na Boutique Pescados Hermes, em São Paulo, o limão é um ingrediente que vai bem com peixes, mas deve ser evitado durante o processo de cozimento.

Isso acontece porque a fruta é muito ácida e pode acelerar o processo de cozimento do peixe. Desse modo, fica mais fácil perder o ponto e ter como resultado um prato que se dissolve ao ser retirado do forno.

Por isso, caso você goste do sabor do limão com pescados, utilize-o apenas no momento de servir. Assim você consegue evitar problemas desnecessários.

Escolha sempre ingredientes frescos

Para que mantenha todos os seus sabores durante o preparo, o peixe deve ser fresco e estar bem limpo. Além disso, sempre use o pescado em temperatura ambiente, assim ele consegue absorver melhor os sabores das especiarias que serão usadas no preparo.

Os temperos prontos e industrializados são uma tentação para quem possui um dia corrido. Afinal, eles já vêm prontos e você não tem trabalho para escolher quais ervas e especiarias harmonizam com cada tipo de carne.

No entanto, usar ingredientes frescos ressalta ainda mais o sabor do prato e ainda são livres de altas quantidades de sódio e de outros componentes que podem ser prejudiciais a saúde.

Para acelerar o processo, você pode fazer misturas caseiras com temperos secos, que já ficam prontos para usar no momento de preparar as refeições.

Os diferentes tipos de peixe combinam muito bem com ervas finas. Em especial o alecrim, que possui um sabor forte, mas que combina perfeitamente com o do pescado.

Salsinha, tomilho, pimenta do reino ou frescas e vinho branco seco também são ingredientes que harmonizam com qualquer tipo de peixe. Sendo, então, elementos-chave para evitar errar a mão na cozinha.

Fazer uma marinada é uma ótima opção

Uma boa dica para o preparo da carne de peixe assada ou frita é deixar o ingrediente em uma marinada por alguns minutos antes de levar ao fogo. Esse processo possibilita que os temperos usados penetrem no peixe, deixando o prato mais suculento.

Uma dica é sempre usar vinho branco seco ou saquê para esse processo. Esses são ingredientes com sabor delicado, que não irão interferir no ingrediente principal e também não são ácidos.

Peixe frito crocante sempre

Uma última dica de como temperar peixe é para quem prefere o alimento frito. A dica é passar o pescado em uma mistura de farinha de trigo e ervas finas antes de levar ao fogo.

Essa etapa faz com que o alimento absorva menos óleo, fique macio no interior e ainda forme uma casquinha crocante ao redor. Sendo bastante saboroso para se comer acompanhado de limão.

Quais ingredientes usar?

Ervas finas são ingredientes que combinam bem com qualquer tipo de pescado. As de sabores mais forte como o alecrim e o tomilho caem bem tanto em peixes mais marcantes, quanto nos brancos, que são mais suaves.

Outras ervas que também combinam bem com peixes são coentro, cebolinha, manjericão e manjerona. Sendo que o coentro, por exemplo, é ingrediente essencial nos pratos tradicionais com frutos do mar no Brasil.

Estragão e endro, que são mais difíceis de serem encontradas no Brasil, também são boas pedidas. Uma dica de ouro é optar por usar as ervas frescas, já que elas possuem uma maior capacidade de transferir o sabor para a carne.

Caso opte pela marinada você pode usar azeite, vinho branco seco ou saquê para dar suculência ao pescado. Ao mesmo tempo em que ressalta os sabores naturais das especiarias e do peixe.

Ramos de ervas finas

Ervas finas são ingredientes que combinam bem com qualquer tipo de pescado (Foto: depositphotos)

Misturas caseiras para temperar peixe

Seguindo as dicas desse artigo você irá conseguir temperar um pescado saboroso e digno de restaurantes. Pensando em facilitar ainda mais a sua vida, você vai ver a seguir ideias de combinações de temperos que combinam com qualquer tipo de peixe.

Para a primeira opção você deve bater manjericão, sálvia e tomilho fresco em liquidificador com azeite de oliva. Logo depois aplique sobre o peixe e deixe descansando por alguns minutos antes de levar ao forno.

Uma outra dica, que é suave e saborosa, leva vinho branco seco diluído em água, sal, pimenta preta, manjericão e raspas de um limão. Basta misturar tudo e deixar o peixe marinando alguns minutos antes de usar.

Por fim, uma outra dica de tempero caseiro leva sal grosso, gengibre fresco e coentro. Você pode bater todos os ingredientes no liquidificador, ou usar um pilão, e passar por todo o pescado. O melhor de tudo é que essa mistura pode ser usada em receitas assadas, fritas, cozidas e até mesmo grelhadas.

Dicas de higiene

Como você já viu os peixes são alimentos versáteis e extremamente saborosos. É preciso, no entanto, ter atenção a algumas dicas de higiene para evitar problemas de saúde ao consumir o produto. Até porque os pescados têm uma vida útil curta, caso não sejam bem conservados.

Sempre compre o pescado em locais da sua confiança e que sigam todas as normas de segurança e saúde, especialmente em relação a conservação dos ingredientes.

A Secretaria Especial de Agricultura e Pesca lançou em 2012 um manual sobre o modo de armazenamento dos pescados. De acordo com esse manual os peixes frescos devem estar armazenados em um local com gelo, com uma temperatura de cerca de 0º C.

Além disso, ele deve apresentar sinais de frescor. Alguns desses sinais são a pele, que deve estar brilhante, úmida e com uma cor viva. As escamas devem estar grudadas a pele e as guelras precisam ter um tom rosado.

Uma dica é fazer uma pequena pressão com os dedos no pescado. Caso a parte demore para voltar ao normal significa que o ingrediente não é tão fresco.

As dicas de higiene não ficam apenas na hora da compra. Caso opte por um pescado fresco, ele deve ser armazenado na parte de baixo do congelador e consumido em pouco tempo.

Já os congelados devem ser mantidos no congelador até o uso. Por fim, sempre limpe bem o peixe antes do uso. Tirando as escamas, entranhas e guelras.

Como se livrar do cheiro de peixe dos utensílios?

Preparar o peixe pode acabar deixando toda a cozinha cheirando a pescado por dias.

Para evitar isso, basta preparar uma solução caseira com limão e vinagre e limpar todo os utensílios e ambiente onde foi feito o preparo. Tanto o limão quanto o vinagre são potentes contra o mau cheiro. Servindo até mesmo para eliminar o dor de utensílios de plástico e das mãos.

No entanto, tenha cuidado ao utilizar na pele, já que o limão pode causar queimaduras graves caso você se exponha ao sol. Fazendo isso você poderá aproveitar uma refeição saborosa e sem odor nenhum na cozinha.

Veja mais!