Publicado por Natália Petrin
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Também conhecido como junípero, genebreiro, junipo e zimbrão, o zimbro é comumente encontrado na Europa. De nome científico Juniperus communis, o zimbro cresce em forma de arbusto e produz frutos arredondados semelhantes às uvas, que possuem sabor e aroma marcantes. Suas folhas são pontiagudas e as flores amareladas. As frutas e sementes são as partes mais utilizadas, de onde são extraídos os óleos usados como tempero e como remédio natural.

Zimbro - Benefícios e propriedades dessa planta

Foto: Reprodução

Propriedades e princípios ativos

O zimbro é utilizado como aromatizante do gin, bebida alcoólica popular em muitos lugares. O óleo da planta é usado para este fim, deixando a bebida com sabor e perfume levemente adocicados. Além disso, o óleo das bagas do zimbro pode ser usado medicinalmente no tratamento de doenças respiratórias, como bronquite e asma, na redução da acidez estomacal e do mau hálito, e como cosmético no tratamento de acnes, celulites e irritações da pele. O fruto do zimbro possui ação calmante, auxiliando no combate à ansiedade, nervosismo e insônia, além de agir como tônico, diurético e antisséptico. Por ser indicado em casos de doenças reumáticas e gota, pode ser utilizado como complemento nos tratamentos de hipertensão arterial e infecções urinárias, administrado junto à outras plantas.

A planta tem ainda ação diurética, carminativa e antisséptica, podendo ser usada também para tratamento de inflamações das vias urinárias, cálculos renais e reumatismo. Na forma de infusão das folhas e galhos, é eficaz no tratamento de caspas e como repelente de insetos.

Como e para que consumir?

Os frutos podem ser consumidos na forma natural, em pó ou desidratados. O óleo é retirado das bagas, e a infusão é feita a partir dos frutos. A infusão ou o óleo, são usados para tratamentos de inflamações, má digestão e doenças da pele. O óleo é eficaz no tratamento de sintomas da asma e da bronquite, e as compressas com o fruto ajudam no tratamento de dores ciáticas.

Na forma de chá, use a proporção de 4g da planta para cada 200 ml de água, e consuma duas vezes ao dia.

Pomada de zimbro: com dez frutos de zimbro e uma colher de folhas de alecrim, pode ser preparada a pomada. Amasse os dois ingredientes em um pilão, e em seguida adicione uma colher de sopa de gel de aloe vera e misture bem. Aplique nas articulações doloridas.

Salada montanheira: outra forma recomendada de consumo medicinal, é fazer a mistura de três frutos de zimbro, uma colher de planta quebra pedra e meia colher de alteia. Para tratar as pedras da vesícula biliar, tome uma xícara no café da manhã, uma no almoço e outra no jantar.

Contraindicações e efeitos colaterais

O consumo é contraindicado para mulheres gestantes ou em fase de amamentação e pessoas com doenças renais. A fruta não deve ser consumida por mais de quinze dias consecutivos, e após esse período é necessário fazer um intervalo de dois meses para reiniciar o tratamento.

Veja mais!